- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Ipsualorer
A dor do Rei
ROBERTO CARLOS se emociona na missa de sétimo dia de Lady Laura e surpreende amigos e familiares ao cantar três músicas em homenagem à mãe

Camilla Gabriella

Fotos:  Felipe Panfili e Roberto Teixeira / AG. NE

Fotos:  Felipe Panfili e Roberto Teixeira / AG. NE
Roberto recebeu o carinho de amigos e cantou durante a missa

A MISSA DE SÉTIMO DIA em memória de Laura Moreira Braga – Lady Laura, como era carinhosamente conhecida –, na sexta-feira 23, foi marcada por momentos de muita emoção. A igreja Nossa Senhora do Brasil, na Urca, foi a escolhida pelo filho Roberto Carlos. Era nessa pequena paróquia, bem perto do prédio em que moravam – cada um em um andar –, que eles costumavam ir juntos à missa. O cantor chegou à igreja pontualmente às 16h, horário marcado para o início da cerimônia. Ele se benzeu, fez o sinal da cruz e em seguida sentou ao lado dos irmãos Lauro e Norma Moreira. Durante a missa, o Rei não conteve a emoção e chorou muito. Um dos momentos de maior emoção foi quando seu filho Rafael Braga fez uma oração, também com a voz embargada.

 

Muito abatido, o cantor ouviu emocionado as palavras de padre Jorjão, que celebrou a missa ao lado de padre Antonio Maria e de padre Mores. O pároco falou sobre a importância da maternidade e destacou o carinho que Lady Laura tinha pelos filhos. “Mãe presença, mãe presente. Mãe que teve a graça de ter seus filhos com ela. De fato, ela soube ser mãe ao longo de toda sua vida, por isso a gente chora, mas chora de saudade. Só sentimos saudade de quem foi bom.” Roberto chorava copiosamente, parecia inconsolável. Após a homilia de padre Jorjão, o cantor beijou o folheto da missa que tinha o nome da mãe escrito. Padre Antônio Maria, amigo da família, também lembrou da espiritualidade da matriarca. “Lady Laura foi uma pessoa muito religiosa. A missa é para celebrar a vida. Ela está viva em outro lugar.”

Fotos:  Felipe Panfili e Roberto Teixeira / AG. NE Fotos:  Felipe Panfili e Roberto Teixeira / AG. NE
 
Tom Cavalcante e a mulher, Patrícia, foram os primeiros a chegar à celebração. À direita, o Rei cumprimenta a ex-mulher Myriam Rios.

 


1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS