- Anuncie
- Assine

 
 
 
Diversão & Arte // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Música
Fruto de boa semente

Mauro Ferreira

Foto Divulgação
Teresa não conseguiu uma inédita de Caetano, mas gravou duas músicas com ele

Teresa Cristina expande parcerias em Melhor Assim, primeiro projeto sem o Grupo Semente. Editado em CD e DVD, o trabalho apresenta duetos com Caetano Veloso, Marisa Monte, Lenine, Seu Jorge, Arlindo Cruz e com sua mãe, Dona Hilda. A cantora conversou com Gente sobre a importância de cada convidado na sua vida:

Caetano Veloso "Quando ele me chamou para cantar no show Obra em Progresso, iquei tocada. Pedi uma música inédita para esse trabalho que não veio. Mas resolvi gravar 'A Voz de uma Pessoa Vitoriosa', porque celebro de uma vez só o Caetano e a Maria Bethânia (que lançou a música em 1978). Também o convidei para gravar o samba "Festa Imodesta".

Marisa Monte "Ela acompanha meu trabalho mesmo antes de eu gravar disco. Marisa dava canja no meu show no Semente (casa da Lapa). Adriana (Calcanhotto) fez esse samba "Beijo Sem" para ela, mas o samba não me saía da cabeça e Marisa foi elegantérrima ao me deixar gravá-lo. E eu disse que gravaria somente se ela cantasse comigo."

Lenine "É uma pessoa com quem eu sempre quis fazer algo. Como tinha composto "Trégua Suspensa" com o Lula Queiroga, nosso parceiro em comum, eu o chamei para gravar. Lenine tem verve e aprendeu a música em 24 horas."

Arlindo Cruz "Conheci Arlindo quando ele me chamou para cantar Paulinho da Viola no pagode que fazia numa rádio. A gente percebeu que cantava no mesmo tom. Ele é um polvo, está em todas."

Seu Jorge "Conheço Seu Jorge desde 1991, quando eu cursava Letras. Ele já vivia com o violão e era conhecido como o 'Jorge Negão'. A alegria que a gente tinha era pagar a cerveja de Seu Jorge."

Dona Hilda "Quis dar um presente para minha mãe. Disse que ela escolhesse a música que quisesse. E ela escolheu 'Orgulho', um sucesso da Ângela Maria que eu nem conhecia. Minha mãe sempre quis ser cantora e essa foi a primeira vez que cantamos juntas.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS