- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Deborah Secco de coração partido
A atriz deixa o apartamento do casal em Belo Horizonte após a descoberta de um caso extraconjugal do marido, o jogador ROGER FLORES, e coloca um ponto final no casamento de dez meses marcado pela distância

Ana Carolina Soares e Fabiano Mazzei

 

Almir Martins / AG.NEWS Washington Alves / LIGHT PRESS
   

Deborah deixou o apartamento de Roger em Belo Horizonte no sábado 27. Três dias depois, ela foi madrinha da Campanha Laços de Esperança, de prevenção ao câncer de intestino, em SP. Ao lado, o jogador treina sem a aliança na quinta-feira 1º

Fotos: Delson Silva / AG.NEWS


CADA PEÇA DE ROUPA que ela colocava na mala, aumentava ainda mais a dor no peito. No sábado 27, a atriz Deborah Secco passou horas no apartamento que dividia com o marido, Roger Galera Flores, no bairro nobre de Funcionários, em Belo Horizonte. Chorando muito, ela percorreu o imóvel de quatro dormitórios e reuniu um punhado de objetos pessoais antes de partir para o aeroporto. Embarcou rumo ao Rio de Janeiro, de volta a sua casa, no Recreio dos Bandeirantes. Aos amigos mais próximos, descreveu aquele como um dos dias mais tristes de sua vida.

A cena marcou o fim de uma história que tinha tudo para se desenrolar como um conto de fadas: uma das atrizes mais carismáticas do País, um jogador de futebol e os dois apaixonados, num casamento realizado no Castelo de Itaipava, no Rio, no pôr do sol do sábado 6 de junho. Mas, dez meses depois, a trama tomou outro rumo. Desentendimentos sobre a vida profissional da atriz, noitadas do atleta em Belo Horizonte e alguns casos extraconjugais dele, especialmente com uma jovem socialite mineira, colocaram um ponto final no romance.

Segundo amigos do jogador, a crise teria começado quando a atriz decidiu protagonizar o longa-metragem O Doce Veneno do Escorpião, sobre a prostituta Bruna Surfistinha, cujas filmagens começaram em agosto do ano passado. Roger teria sido contra por considerar o enredo muito polêmico. Por ele, Deborah aproveitaria suas férias da Rede Globo para morar com ele no Qatar, país no Oriente Médio, onde morou até dezembro, quando terminaria o seu contrato. Pessoas ligadas ao casal, no entanto, garantem que ele era seu maior incentivador nesse projeto.

No final de 2009, Roger começou a negociar a antecipação de sua volta ao Brasil. O contrato, que terminaria em maio deste ano, foi interrompido com a contratação do jogador pelo Cruzeiro Esporte Clube em janeiro. Os dois comemoraram a volta. Afinal, seria a primeira vez em que viveriam sob o mesmo teto como um casal. Desde que começaram a namorar em 2007, Roger atuava no Corinthians, em São Paulo, e os dois viviam na ponte aérea. No início de 2008, ele passou a jogar no Grêmio, em Porto Alegre, onde atuou por seis meses. Em agosto do mesmo ano, Roger foi ainda mais longe e passou a defender as cores do Qatar Futebol Clube, a 11.456 quilômetros do Rio de Janeiro. Com a ajuda da tecnologia - skype e mensagens de celular - os dois seguiram o romance. "Quando tem amor, você pode estar a mil horas de distância, milênios luz, que as coisas ficam bem", ela dizia.

 

1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS