- Anuncie
- Assine

 
 
 
Trajetória // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


O tempo não passa para Luiza
Ao comemorar 30 anos de carreira, Luiza Brunet fala sobre a rotina de solteira, os cuidados com os filhos e diz que não pretende parar de trabalhar como modelo

Bianca Zaramella / Fotos Rafael Hipsel / Ag.IstoÉ

COM TRAÇOS INDÍGENAS E CORPO PERFEITO, Luiza Brunet arrebatou os olhares quando apareceu pela primeira vez usando somente uma calça Dijon justíssima, em 1981. Com pouco mais de 18 anos, começava a carreira de modelo que a projetou como símbolo sexual dos anos 80. Aos 24 anos, Luiza seguiu para a Europa, protagonizou campanhas da Calvin Klein e foi capa do jornal francês Le Figaro. De volta ao Brasil, ganhou capas das revistas Veja e Vogue. Nada mal para quem nasceu em Itaporã, Mato Grosso do Sul, foi morar no Rio de Janeiro aos 9 anos e, aos 16, estava casada com o empresário Gumercindo Brunet. “Fiz Playboy, Ele & Ela e outras revistas masculinas sem pudores. Sempre fui segura com o meu corpo”, contou a modelo e empresária, que participou como convidade especial do desfile da marca Lú Monteiro, em São Paulo, na quinta-feira 25.

Ao chegar, Luiza provou um vestido em lamê, uma superreferência de sua época. “Amo os anos 80. Este modelo me lembra aqueles que eu usava nos editoriais de moda daquele tempo. Justo e curto!”, recorda. Aos 48 anos, Luiza usa manequim 38/40 e está com os cabelos bem mais curtos. “Cortei sábado no Rio e estou achando ótimo”, diz ela. Em 2010, Luiza comemora 30 anos de carreira sem as preocupações e conflitos das mulheres de sua idade. Para ela, a passagem do tempo não é um problema e a maturidade traz autoconfiança. “Me sinto super bem. Estou trabalhando bastante e tenho dois filhos lindos. O que mais posso querer?”, diz. Enquanto as outras modelos não chegam, Luiza se prepara para as fotos de Gente. Com um arsenal de pincéis de maquiagem, retoca o batom e dá um jeito nos cabelos na maior calma, sozinha. “Sei me virar. São anos de prática.” A semana de Luiza foi corrida. No dia anterior, ela desfilou em Brasília e antes posou para fotos do novo catálogo de joias da Anglo Gold, no interior do Piauí. “O padrão de beleza voltou a ser de mulheres reais. Se a Ellen MacPherson abriu o desfile da Louis Vuitton e a Madonna está linda na campanha da Dolce&Gabbana, isso é um ótimo sinal. Quero trabalhar bastante ainda.” Enquanto prova um outro vestido vermelho, Luiza não para, atende o telefone e mostra suas três agendas e um celular só para falar com os filhos. “Tenho que ser assim, senão não dou conta. Em todos estes anos nunca parei de trabalhar.” Mãe de Yasmin, 21 anos, e Antônio, 11, ela faz questão de estar em contato com os filhos. “Esta semana saiu uma foto da Yasmin na Vogue francesa e ela nem me contou! Vou ligar pra ela já, já!”, diz. A filha recebe Luiza em seu apartamento, em Nova York, onde decidiu seguir os passos profissionais da mãe. “Vou para lá e mexo em tudo! Compro coisinhas para casa dela e vejo o que falta. Sou mãezona mesmo, e nós duas somos muito ligadas.”

 

1 | 2 | 3 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS