- Anuncie
- Assine

 
 
 
Diversão & Arte // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Cinema
Guerreiros hippies

Suzana Uchôa Itiberê

Saied Adjyani / Divulgação
Roteiro é inspirado em livro de não ficção de Jon Ronson

Os Homens que Encaravam Cabras une George Clooney, Jeff Bridges e Ewan McGregor em uma sátira sobre os efeitos da contracultura no Exército americano

EWAN MCGREGOR É UM JORNALISTA em crise. Seu último entrevistado veio com a estranha história de ter sido membro do New Earth Army, uma unidade secreta criada pelo Exército no final dos anos 70, com a missão de converter paranormais em armas mortais. Na teoria, seriam capazes de atravessar paredes, penetrar linhas inimigas em espírito e, os mais dotados, matar animais com o olhar - daí o título Os Homens que Encaravam Cabras. Como o filme se passa em 2003, o repórter vai ao Kuwait atrás de ação e lá se depara com o personagem de George Clooney, uma lenda entre os inusitados super-heróis.

Pois a dupla cai na estrada rumo ao Iraque enquanto Clooney relembra as lições do guru Jeff Bridges, na pele do veterano do Vietnã que abraçou a cultura new age e aplicou métodos alternativos no treinamento. A trama beira o absurdo e faz rir ao levar a sério as mais implausíveis situações. A trinca central entra no clima farsesco e, considerado o fato de o roteiro ser inspirado no livro de não ficção de Jon Ronson, a graça é ainda maior. (Classificação Indicativa: a conferir)



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS