- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Vida nova
Todas as paixões de Claudia Jimenez
Cheia de disposição, a atriz volta ao vídeo no seriado A Vida Alheia, fala do novo namorado e de como tem vivido desde que se separou de Stella Torreão

Thiago Anfrade e Tony Andrade/ Ag.News
"O tesão é química, toque, pele. O cara pode olhar uma boazuda e nada acontecer e tocar numa mulher gordinha e a coisa ferver", diz Cláudia Jimenez

Cláudia Jimenez é daquelas pessoas que está sempre de bom humor e disposta a conversar sobre qualquer assunto. E foi com muita descontração que ela anunciou na quinta-feira 18, durante a coletiva de imprensa do seriado A Vida Alheia, que está de namorado novo. O eleito da vez é o modelo Rodrigo Bonadio, 20 anos, com quem está há três semanas. "A idade cronológica às vezes não condiz com o que a gente tem por dentro. Não me sinto com 50 anos. Acho que ainda sou imatura emocionalmente. Tenho que aprender muita coisa e esses moleques me dão um banho", disse ela, ao ser questionada sobre a idade do namorado. Claudia também afirmou que o romance de um ano com Rodrigo Phavanello está totalmente superado. "Ele foi a maior paixão masculina da minha vida. Não chegou a ser amor. Hoje é meu amigo e nos falamos todos os dias por telefone", contou.

A atriz ressaltou que o apoio de Stella Torreão, com quem foi casada por dez anos, foi essencial para seu amadurecimento como mulher. "Ela me fez acreditar que mesmo sendo uma mulher fora dos padrões, mais velha, eu poderia ser desejada por um homem. As pessoas às vezes criticam o fato de se transar com homem ou mulher, mas não sabem a beleza que pode ser uma relação do mesmo sexo", argumenta, elogiando a amizade que mantem até hoje com Stella. "Quando sai uma foto minha na revista, ela diz: 'Gorducha, você está um espetáculo! Os bofes estão te fazendo bem", conta, rindo. No entanto, admite que o envolvimento com pessoas mais jovens nos últimos tempos resultaram em algumas mudanças. Voltou a fumar e passou a beber socialmente. "Eu nunca tinha bebido álcool na minha vida. Um dia experimentei um champanhe e gostei, achei interessante. De dois anos pra cá comecei a gostar e achar interessante essa coisa de ficar mais alegre nas festas", justificou.

Claudia acredita que essas mudanças se devem ainda às situações limites pelas quais passou, como o câncer e a cirurgia de coração. "Não dou mais satisfação das minhas opções e das minhas escolhas. Essas situações amadurecem muito a gente", diz. A atriz confessa já ter passado por momentos de insegurança, mas conta que, com o tempo, aprendeu que ser atraente ao outro não está ligado diretamente à beleza. "O tesão é química, toque, pele. O cara pode olhar uma boazuda e nada acontecer e tocar numa mulher gordinha e a coisa ferver. É isso que eu queria que as gordinhas soubessem", ensina. Seduzida pela "pegada diferente" do sexo oposto, ela curte seu momento de descobertas. Mas adianta que casamento não faz parte de seus planos. "A melhor coisa é cada um ter sua casa. Acho legal você se arrumar e a pessoa vir te buscar sem saber com que roupa você está", brinca ela, que no seriado vai viver Alberta Peçanha, editora de uma revista de celebridades.



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS