- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Cruzeiro
Um novo rei em alto mar
Com os cabelos bem mais curtos, hit internacional no repertório e um número de dança com uma bailarina no palco, ROBERTO CARLOS abre a temporada 2010 a bordo de seu cruzeiro e do jeito que mais gosta: tirando onda

Bela Megale / Fotos Julia Moraes /Ag. IstoÉ

Roberto Carlos chega à plataforma de embarque no Porto de Santos pilotando um triciclo

AS FÃS DE ROBERTO CARLOS podem esperar um ano cheio de novidades. Pelo que se viu na abertura de sua temporada de shows, no navio Costa Concordia, sábado 30, um novo Rei vem por aí: repaginado, em forma, feliz, cantando música de Rod Stewart e até dançando com uma bailarina. De quebra, o mesmo humor e perfeccionismo que ele leva ao palco há mais de 50 anos.

A primeira surpresa foi logo em sua chegada ao navio, atracado no Porto de Santos, litoral de São Paulo. O cantor apareceu pilotando um moderno triciclo amarelo, de jeans, camiseta azul clara, óculos aviador com armação azul e boné. As mais de mil pessoas que estavam já embarcadas, se espremiam nos deques para ver Roberto acelerando o veículo. Imediatamente, dava para notar que o Rei estava de cabelos bem mais curtos, o que rendeu elogios de uma amiga: "Está parecendo mais jovem!", brincou ela. Roberto, então, passou a mão nas madeixas, sorriu e disse que é para "tirar uma onda", completando depois: "Melhor do que parecer jovem é ser jovem."

Uma hora depois de subir no navio, Roberto já estava reunido com sua banda para os ensaios finais do show que faria logo mais à noite. Duas grandes novidades: primeiro, a inclusão da música I'm in the mood for love, de Rod Stewart, em seu repertório para este ano. A canção foi exaustivamente ensaiada por ele e os 17 músicos que o acompanham há 30 anos. A outra novidade promete fazer sucesso: um número de dança, em que Roberto aparece de rosto colado com uma bailarina por trás de um imenso véu branco.

"Ela não parece muito menina?", perguntava o cantor, que aparece apenas como uma silhueta escura refletida no tecido. A cena, aliás, causou histeria durante o show da noite, com as fãs eufóricas pedindo para dançar com ele. Ao final, Roberto se despede da dançarina com um respeitoso beijo na testa. A sequência toda foi repetida meia dúzia de vezes. Perfeccionista, Roberto pergunta e sugere tudo o tempo todo: da velocidade da descida da cortina branca no número de dança ao tempo certo de sair do palco no final do espetáculo.

 

Pelo mundo

Foi com essa energia que Roberto fez seu primeiro show de 2010, no teatro Atene, para mais de mil pessoas. Começar o ano em alto-mar já virou tradição para o cantor: "Ele se sente muito bem nesse ambiente, fica alegre e descontraído, até porque pode fazer shows mais intimistas, do jeito que gosta", contou o diretor de operações, Genival Barros. Entre os amigos que o rei conquistou em seis anos de cruzeiro está o capitão italiano Michele di Gregorio, responsável pelos navios do Projeto Emoções desde seu primeiro ano, em 2005. "Comparo Roberto apenas a Elvis Presley por ser um artista que agrada a pessoas de todas as idades. Apesar de o cruzeiro ser uma vez por ano, estamos sempre em contato. Até trouxe um presente para ele, um uniforme de capitão como o meu", revelou. O cantor aproveitou a viagem para curtir a companhia de dois irmãos, Lauro e Carlos Alberto, dos filhos Ana Paula e Rafael, e da mãe, Lady Laura, que, aos 93 anos, sofre de uma doença neurológica que debilitou sua locomoção - ela embarcou em uma cadeira de rodas e com um lenço na cabeça. A outra filha de Roberto, Luciana, ficou em São Paulo por estar prestes a dar à luz uma menina, no começo de fevereiro, no Hospital Albert Einstein.

Um tempo raro com a família depois de um ano com mais de 60 shows, em 2009, pelo cinquentenário de carreira. Em 2010, contudo, o ritmo não deverá ser diferente. Acompanhado por 40 profissionais, entre empresários, músicos e técnicos, ele fará uma turnê que se estende de 30 de março a 11 de junho. A primeira etapa da viagem, com início na cidade de Zacatecas, México, seguirá até 18 de abril, quando o rei retorna ao Brasil para passar o dia 19, data de seu aniversário de 69 anos, em casa. A retomada da turnê internacional acontece no dia 2 de maio e termina na Cidade do Panamá, em 10 de junho, contemplando seis países e mais de 17 cidades.

Com a agenda lotada no primeiro semestre, o projeto de lançar o tão esperado disco com músicas inéditas teve de ser adiado. "Ele não sairá este ano. Quero fazer um álbum em um ano e pouco, levando o tempo que eu gosto, e não apenas cinco meses", explicou Roberto. Em contrapartida, uma provável surpresa para este ano seria uma biografia autorizada pelo cantor, com a participação da família e dos amigos mais próximos.

 

1 | 2 | Próxima >>



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS