- Anuncie
- Assine

 
 
 
Diversão & Arte // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Teatro
O espectador no meio da aventura
Peça leva os atores para a plateia e seduz público adolescente

Tadeu Mello, Priscila Fantin e Thierry Figueira são, respectivamente, Sargento Garcia , Esperança e Zorro

A MARCA DO ZORRO representa uma vertente nem sempre muito valorizada: a do teatro destinado, principalmente, ao público adolescente. Assim como D'Artagnan e os Três Mosqueteiros, outra realização resultante da parceria entre Pedro Vasconcelos e Marcelo Faria, esse novo espetáculo estreou em ritmo de aventura. A história do justiceiro Zorro, que abre mão do seu disfarce para garantir a segurança dos indefesos e se apaixona pela destemida Esperança Pulido, é constantemente contada em meio à plateia, de modo a dar ao espectador a sensação de que está no centro da ação.

Diretor do espetáculo, Vasconcelos investe numa cena marcada por tons quentes (com destaque para variações de vermelho), embalada por coreografias de flamenco e agitada por várias sequências de duelo de esgrima. Thierry Figueira, Priscila Fantin e Tadeu Mello interpretam os personagens principais - respectivamente, Zorro, Esperança e o medroso Sargento Garcia, responsável pelo refresco cômico da montagem. A Marca do Zorro assume o objetivo de seduzir o público por meio de uma sucessão de efeitos.(12 anos) Daniel Schenker Wajnberg

Teatro do Leblon - Sala Marília Pêra - r. Conde de Bernadote, 26, Rio, tel. (21) 2529-7700.



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS