- Anuncie
- Assine

 
 
 
Carreira // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Herdeira italiana
Garota-propaganda da grife da família,Margherita Missoni fala sobre seu estilo de vida e sua relação com a moda brasileira

Bianca Zaramella

Fotos: RODRIGO SCHIMIDT
"Existem muitos paralelos entre a cultura brasileira e o nosso estilo. É muito similar. As cores, a vivacidade e a paixão", diz a design

ELA É HERDEIRA DE uma das maiores grifes da moda italiana, mas se rendeu ao nosso lifestyle. Margherita Missoni veio ao Brasil para o lançamento da primeira loja Missoni na América Latina e foi logo se entregando a uma das grandes paixões das brasileiras: esmaltes. "Adorei a cor das minhas unhas", disse a jovem que pediu manicures no hotel e pintou as unhas com a cor coral, sucesso nos salões de beleza neste verão.

Margherita desembarcou em São Paulo na quinta-feira 10 em companhia do tio Vittorio Missoni para o lançamento da loja da marca no Shopping Iguatemi, templo das maiores grifes made in Brazil. "Conheço muitos designers brasileiros. Hoje pela manhã recebi biquínis lindos da marca Trya e já tenho vários da Jô de Mer também.

Normalmente a única coisa que não compro de outras marcas são biquínis, mas faço uma exceção para os brasileiros. São muito lindos e coloridos", conta a designer, que também possui peças da estilista Isabela Capeto e joias de Adriana Bittencourt. "Se conseguir um tempinho quero fazer um giro", disse. Filha de Angela Missoni, atual estilista da grife, Margherita é a principal garota-propaganda da marca criada por seus avós, Ottavio e Rosita, em 1953. Aos 26 anos, ela gira pelo mundo como embaixatriz da marca da família.

"A minha sorte é que não acordo e penso: devo ir trabalhar! Para mim tudo é uma grande paixão. Você deve viver para fazer moda por que é uma coisa velocíssima. Você deve realmente fazer um esforço para ver tudo", explica. Margherita esteve no Brasil pela primeira vez em 2007, para uma palestra, e se encantou com o modo de vida dos brasileiros.

Com amigas em São Paulo aproveitou para passear, se divertir e conhecer a cidade. Ao lado dos executivos do grupo também visitou o Rio de Janeiro e algumas cidades do Nordeste. "Existem muitos paralelos entre a cultura brasileira e o nosso estilo. É muito similar. As cores, a vivacidade e a paixão. É verdade que hoje não são todas as pessoas que se vestiriam como eu estou agora, por exemplo", explica com aquela atitude típica das meninas brasileiras mais descoladas.

Eram 11 horas da manhã e Margherita estava totalmente relaxada vestindo um macacão de malha colorida em zigue-zague, sandálias douradas e um turbante na cabeça. "Faz parte da nossa coleção Mare para o próximo verão na Europa", contou. No dia anterior, durante o coquetel de lançamento da loja, ela recebeu os convidados sem maquiagem e de cabelos soltos. "Aqui é muito mais fácil. Existe toda uma sensualidade também. Sou uma pessoa muito ansiosa, sempre penso naquilo que quero aprender, absorver. Gosto deste modo de viver dos brasileiros."

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS