- Anuncie
- Assine

 
 
 
Especial // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Personalidade do Ano Televisão
Sabrina Sato um furacão no Planalto
Ela se destaca como irreverente repórter política do Pânico na TV! e com a ajuda do pai, que foi vereador, e do namorado, o deputado federal Fábio Faria, conquista a simpatia e o respeito do público e dos políticos

Ana Carolina Soares e Bruno Deminco

Foto André Schiliró
Foto André Schiliró
Vestido Mônica Linz Anéis e Brincos Sandra Pinheiro

No final dos anos 80, ainda menina, Sabrina Sato subia nos palanques em Penápolis, sua cidade natal no interior de São Paulo, ao lado do pai, o psicólogo Omar Rahal, que se candidatou e conquistou uma vaga na Câmara dos Vereadores. Para quem pede com jeitinho, ela canta e se diverte com cada verso do jingle da campanha, inspirado em “Ilariê” de Xuxa: “Vamos para as urnas/ com a tradição/ de uma família ideal/ votando para seu vereador/ Omar Rahal/ Ilarilarilariê (ô, ô, ô)”. A experiência do pai na política durou apenas um mandato porque, nas palavras da apresentadora, “ele não gostava muito de falar em público”. Ao contrário da filha desinibida, que desde sempre adora um palanque.

As lembranças da vida política do pai vieram à tona no segundo semestre deste ano quando Sabrina se viu novamente cara a cara com a política. Escalada pelo apresentador Emílio Surita, ela desembarcou em Brasília para repercutir as denúncias contra o presidente do Senado, José Sarney. Nas palavras do “chefe”: “Sabrina vai conseguir falar com as pessoas.” E para circular pelo ambiente predominantemente masculino dos corredores do prédio, que fica na Praça dos Três Poderes, ela escolheu um vestido bege e preto, curto, justo e decotado. Nos pés, sandálias cor-de-rosa, saltos bem altos, que destacavam suas pernas torneadas. “Pensei em usar um terninho, mas desisti. Resolvi me vestir do meu jeito. Só não uso roupas com mais de quatro dedos de comprimento acima do joelho”, diz, caindo na risada.

A estreia na cobertura política foi um sucesso. A matéria no Pânico na TV! foi exibida em 9 de agosto, com o título “Escândalo Sarney”. Com boas tiradas, informação e, claro, bom humor, Sabrina conquistou o respeito e a simpatia dos políticos, dos jornalistas experientes e do público.

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS