- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Álbum
Jô Soares
Viva o gordo

O Reizinho terminou na fila do INSS. O sad ending do personagem, que, junto com Capitão Gay, é um dos clássicos entre os mais de 300 tipos criados por Jô Soares, era uma crítica à então situação política do País nos anos 80, quando foi ao ar o Viva o Gordo, agora lançado em DVD.

O programa foi exibido durante seis anos e o nome era uma referência ao espetáculo Viva o Gordo e Abaixo o Regime (num trocadilho com a ditadura militar), de 1978. O humorista - e também artista plástico, ator, roteirista, diretor e produtor que "só não é bilheteiro porque não cabe na bilheteria" - começou a carreira depois dos 20 anos. Antes disso, o garoto, que estudou na Suíça, queria ser diplomata. Até que as brincadeiras que fazia para os amigos chamaram a atenção do dramaturgo Silveira Sampaio.

Fez cinema - um dos primeiros filmes foi O Homem do Sputinik (1958), um dos maiores sucessos da chanchada -, teatro e foi para a tevê, em que participou, como ator e roteirista, de programas que entraram para a história, como Família Trapo, Satiricom e Planeta dos Homens. Mas nem só de humor é feita a carreira de Jô. Fez outros tipos de espetáculos ao lado de Fernanda Montenegro, Ítalo Rossi e outros atores do Grupo dos Sete; escreveu best-sellers como O Xangô de Baker Street, transformado em filme em 2001. Na tevê, virou apresentador de talk show em 1988, quando foi para o SBT e passou a comandar o Jô Soares Onze e Meia, que ficou 11 anos no ar até ele ir para a Globo, onde está desde então com o Programa do Jô.

Fotos ARQUIVO AG. ISTOÉ E DIVULGAÇÃO/ TV GLO

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS