- Anuncie
- Assine

 
 
 
Bastidores // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


As aventuras de Fernanda Vasconcellos
A atriz enfrenta suas fobias para viver a heroína radical da próxima novela das sete, conta como perdeu oito quilos em seis meses e diz que torce para se casar e construir uma família com Henri Castelli

Bela Megale

PAULO CARDEAL/ TV GLOBO
Acima, Alessandra Maestrini grava no Teatro Municipal. Abaixo, os atores Edmilson Barros e Claudia Missura

"ODEIO ALTURA E NÃO TENHO NADA DE AVENTUREIRA. Minha única aventura é pegar a ponte aérea", brinca Fernanda Vasconcelos, que desde agosto enfrenta seus maiores medos na pele da personagem Nelinha, a heroína de Tempos Modernos, próxima novela das sete.

Desde que aceitou o convite para viver a protagonista, a atriz tem experimentado esportes radicais. Numa das primeiras cenas, gravada no início do semestre, ela praticou rapel num edifício.

"Quase desisti, mas se usasse dublê, não sentiria essa busca pela emoção que é algo característico da minha personagem", afirma. Fernanda participa das cenas com total segurança, mas o esforço ainda lhe custa caro. "Saio esgotada das filmagens.

Tenho insônia e pesadelos, mas depois melhora", conta ela, que antes das gravações, se preparou com aulas de rapel e kung fu, para garantir mais agilidade. Além do preparo físico, a atriz mudou o visual e agora exibe uma franja e fios repicados.

Outra mudança é na silhueta. Fernanda emagreceu oito quilos em seis meses e dá a receita: "Parei de comer carboidratos depois das 18h. Evito até frutas. E comecei a correr seis quilômetros por dia." E foi na academia que a atriz recebeu o convite para a terceira protagonista de sua carreira, que começou em 2005.

Companheira de malhação de Carlo Milani, um dos diretores de Tempos Modernos, a atriz já estava escalada para a novela. Mas foi entre os aparelhos de musculação que ela recebeu a notícia de que seu nome estava cotado para o papel feminino mais importante. Com as gravações em estúdio marcadas para o final de novembro, Fernanda já sabe que deverá enfrentar uma jornada de 15 a 20 horas por dia.

Apesar da rotina rigorosa, ela acredita que terá tempo para se render à única tentação permitida em seu regime severo: a companhia do namorado, Henri Castelli, com quem está há um ano. "Ele é muito prestativo e parceiro, tenho certeza que daremos um jeito de nos vermos diariamente", afirma a atriz, que sonha construir uma família com o ator.

"Torço para que no futuro fiquemos juntos", diz. Como boa virginiana, apegada à família, Fernanda não faz o tipo que mora junto antes do casamento e quer fazer tudo como manda a tradição: "Não acredito em test-drive. Tenho o sonho de casar e ter filhos, mas isso é algo para daqui a uns três ou quatro anos", planeja.

Novela paulistana

a capital paulistana terá um papel fundamental na nova trama das sete. durante 40 dias, uma equipe permanecerá em São paulo para captar cenas da metrópole. "é uma cidade revitalizada, quente e colorida, com clima parisiense", disse animado o diretor-geral José luiz villamarim, ao lado de uma cabana branca montada aos pés do teatro Municipal.

Foi de lá que ele comandou pelas caixas de som a equipe de 150 pessoas envolvida nas gravações do sábado 7. era uma superprodução com bolas gigantes espalhadas pelo gramado, 250 figurantes, chafariz ligado, um piano foi instalado no topo das escadarias do teatro Muncipal e cartazes anunciavam a festa dos 456 anos de São paulo, cuja maior atração era o show da cantora lírica ditta, interpretada por alessandra Maestrini.

Tempos Modernos será a primeira novela da atriz, que tornou-se nacionalmente conhecida em 2005 no papel da empregada Bozena de Toma Lá, Dá Cá. Mas Alessandra tem uma longa jornada: são 12 anos de carreira dedicados especialmente ao teatro, com ênfase nos musicais. "estou fazendo a vontade da minha mãe e das minhas professoras. Voltei a estudar canto lírico e vou cantar na ficção a ópera Tosca no Municipal, o máximo!", vibrou.

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS