- Anuncie
- Assine

 
 
 
Trajetória // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Gatão de meia idade
Marcelo Serrado conta sobre a sua rotina de pai e confessa já ter tido crises por sentir que está envelhecendo

Renata Mendonça fotos Daniela Darcoso/Ag.istoé

Correr é seu hobby. E para aguentar a agitação do dia a dia, o ator Marcelo Serrado tem mesmo que ser um craque em velocidade. Atualmente, ele pode ser visto na tevê na pele do vilão Bruno Villar, de Poder Paralelo; no teatro encena a peça Tom e Vinícius e acabou de filmar o longa-metragem Malu de Bicicleta.

Além dos compromissos profissionais, Serrado ainda acumula as funções de dono de casa, de pai da pequena Catarina - de quem tem a guarda compartilhada com a ex-mulher, Rafaela Mandelli -, e de namorado da atriz Ana Ferraz. "É muita coisa para um ser humano só", diverte-se o ator, que concedeu entrevista à Gente no Teatro da Gávea, entre uma passagem de som e outra. Aos 41 anos, Marcelo ainda tem fôlego de garoto.

Conseguir um espaço em sua atribulada agenda não é tarefa das mais fáceis, mas ele ainda encontra tempo para treinar boxe e jogar futebol com os amigos. O espírito jovem, aliás, fez com que ele, em um primeiro momento, recusasse viver o vilão da novela de Lauro César Muniz. O motivo? O personagem era um homem mais velho. "Tive crise dos 30, dos 40. O tempo está passando e não queria ser rotulado como o homem que faz o pai. Deixei a vaidade de lado e fiz o que me foi proposto", confessa.

O nascimento de Catarina foi determinante para que revisse alguns conceitos. Ele diz que não pensava em ser pai, mas quando a filha única, hoje com 4 anos, apareceu, tudo mudou. "Eu tinha um vazio e não sabia o que era. Descobri que era o amor, o relacionamento que tenho com ela. O abraço da minha filha é a melhor coisa que tenho na vida", emociona-se Marcelo, que se diz um pai complacente, amoroso e tranquilo, mas que impõe limites. "Eu mesmo, se não tivesse tido limites, ia virar um rebelde.

Eu não era fácil", relembra o ator, que é filho da arquiteta Julinha Serrado. Marcelo vive integralmente a rotina de pai às segundas e terças-feiras, quando fica com a filha em sua casa na Gávea. Nesses dias ele leva Catarina ao colégio, brincam juntos, passeiam no shopping e jogam bola na Lagoa Rodrigo de Freitas, na zona sul do Rio de Janeiro. A tarefa mais prazerosa, no entanto, é colocá-la para dormir. "Não há nada como ver o meu anjinho dormindo", derrete-se o ator, que mantém uma relação de amizade com a ex-mulher. "Ela é minha parceiraça."

A fascinação de Serrado pela filha é tão grande que ele já pensa em ter outros herdeiros. Um novo casamento, no entanto, ainda não está em seus planos. Ele se diz apaixonado por Ana, que namora há três anos, mas os dois ainda moram em casas separadas. Serrado acredita que cada um tem que ter o seu espaço para "oxigenar" a relação. "Mas isso não está descartado, tudo pode acontecer. O que eu quero mesmo é ter mais filhos, mas também não é um projeto para agora", diz.

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS