- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Álbum
Menino-prodígio da tevê Gugu Liberato

Fotos ARQUIVO PESSOAL e DIVULGAÇÃO
Fotos ARQUIVO PESSOAL e DIVULGAÇÃO

Gugu Liberato
Menino-prodígio da tevê

A ida de Gugu Liberato para a Record provocou mudanças que há tempos não se viam. Mas, mais que motivo de agitação, a saída de Gugu da emissora de Silvio Santos representa o fim de uma era na tevê. Foi no SBT que ele passou a integrar um grupo de apresentadores que faz parte da história televisiva e que, com seus erros e acertos, definem os hábitos do público. No Domingo Legal, que comandou durante 16 anos, Gugu impulsionou grupos ao sucesso, como Dominó e Mamonas Assassinas. Também contou histórias de amor, levou gente para a banheira, construiu casas, andou de táxi. Antes de ir para a frente das câmeras, foi office boy e enviava a Silvio sugestões para os programas da então TVS. Em 1978, aos 14 anos, foi chamado para ser produtor. Quando o SBT foi inaugurado, em 1981, ele estreou no comando da Sessão das Dez Premiada. O sucesso veio pouco depois, com o Viva a Noite. Considerado o sucessor de Silvio, Gugu trabalhou com ele por mais de 30 anos. No dia 5 de julho, foi ao ar o último Domingo Legal sob seu comando. O primeiro Programa do Gugu na Record estreia em agosto.



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS