- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Álbum
Marcello Antony
Ator de múltiplas faces

Gabriel Villela, que dirige Marcello Antony em Vestido de Noiva, o compara a Grande Otelo e Oscarito, dizendo que o ator tem em seu trabalho características de artistas populares. Na peça de Nelson Rodrigues, que encerra temporada em São Paulo no domingo 5, Antony é Pedro, vértice de um triângulo amoroso com duas irmãs. A comparação do diretor pode até parecer surpreendente, mas apenas aponta mais uma mudança na carreira de Antony, iniciada no teatro, em 1991. Na tevê, apareceu em 1996, em O Rei do Gado.

O italiano Bruno foi sucedido pelo problemático Guilherme em Torre de Babel (1998), o vilão Leandro em Coração de Estudante (2002); o malandro André em Belíssima (2005); o romântico Daniel em Ciranda de Pedra (2008). Também vestiu-se de mulher no filme Viva Sapato! (2002), raspou os cabelos no longa O Dia da Caça (2000), dividiu o palco com Beatriz Segall em Ponto de Vista (2001). Casado há 11 anos com Mônica Torres, ele exercita a multiplicidade também em casa. Vai do futebol com o filho, Francisco, de 6 anos, aos desenhos e historinhas com a filha, Stephanie, de 9. No ano que vem, estará de volta às novelas em uma trama de Silvio de Abreu.

Fotos AG. ISTOÉ E DIVULGAÇÃO

 



Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS