- Anuncie
- Assine

 
 
 
Carreira // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Carreira
A mulher ideal
Luana Piovani fala sobre o papel escrito para ela em A Mulher Invisível e das personagens fatais que marcam a carreira no cinema

texto Aina Pinto

Luana e Felipe Simão no sábado 24
fotos: j. humberto/ ag. news
Sobre o namorado, ela prefere não comentar: "às vezes, há uma vontade de ser invisível."

Amanda é a mulher perfeita. Passa o tempo todo em casa, de lingerie, cuidando de seu amado, e tem o physique du role de Luana Piovani. A personagem, fruto da imaginação de Pedro (Selton Mello) em A Mulher Invisível, que entra em cartaz na sexta-feira 29, foi escrita para a atriz pelo diretor Claudio Torres. "Além de o filme ser muito especial, há essa coisa de ser a mulher ideal, o que é demais de envaidecedor", diz Luana, que não vê problemas em interpretar o estereótipo do desejo masculino. "É o imaginário do homem. É a mulher que vai perdoar a traição. O amor perdoa tudo. O meu envaidecimento não é esse. É saber que ela foi inventada por amor por Pedro", considera.

A personagem se soma a outras mulheres fatais interpretadas por Luana no cinema. "Às vezes, me questionava se não seria bom fazer algo a que não estou acostumada, algo diferente. Mas ainda não consigo fazer trabalhos assim. Não sei se me falta maturidade ou se vou ser assim a vida inteira.", diz ela, contando que recusou um trabalho cuja história falava sobre drogas e corrupção. Para o atual, além de o papel ter sido escrito para ela, Luana diz que se interessou pela história. "Há uma coisa que faz pensar. Quem nunca se sentiu sozinho cercado de gente?"

Exposição

Ao saber que, no filme, seria a mulher ideal e que passaria boa parte do filme exposta, Luana foi para um spa. "Fiquei uma semana. Sofri e não emagreci, mas ganhei tônus muscular", conta. Para se sentir mais confortável, ela também aparece usando as próprias lingeries em cena. "Como sabia que teria de aparecer correndo, pulando, elas tinham de ficar no lugar. Quando Amanda aparece limpando o chão, percebi que ela era uma pin up e pensei que minha lingerie daria certo, porque é grande", explica.

A única coisa que não quer expor é o namoro recém-reatado com Felipe Simão e fica desconfortável quando o assunto é sua vida pessoal. "Não sei se já dei muito pano pra manga, mas eu me sinto um prato cheio. Então, às vezes, há uma vontade de ser invisível."

PÁGINAS :: 1 | 2 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS