- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Missão cumprida
Aos 25 anos, Sandy emociona-se ao lado da família na cerimônia em que recebeu o diploma de graduação na faculdade de letras, mas não vai ao baile de formatura em campinas

TEXTO SIMONE BLANES E THAÍS BOTELHO
COLABOROU BRUNO DEMINCO


A cena era comum. Um grupo de universitários reunidos no anfiteatro do Colégio Dom Barreto, em Campinas, participava da colação de grau do curso de Letras da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (Puccamp) na sexta-feira 23. Entre eles, porém, havia uma aluna especial. Não apenas por estar entre as mais aplicadas da turma, mas por ser, apesar da pouca idade, uma das estrelas da música nacional. Como uma estudante universitária comum, ou quase, a cantora Sandy concluiu o curso de Letras com formação em Português/Inglês, que a prepara para ser professora, tradutora ou revisora de textos. "Estou muito feliz e realizada. Sinto que foi mais uma missão cumprida", disse na saída da cerimônia.

Apesar de tentar manter a discrição, foi difícil evitar que um evento corriqueiro não se transformasse em um grande acontecimento com direito a fãs ansiosos na porta e flashes para todos os lados. Fotógrafos profissionais disputavam com pais e amigos de alunos os melhores ângulos da cantora. Seus familiares, não menos famosos, também eram alvo dos cliques. Todos queriam registrar a presença do pai de Sandy, o cantor sertanejo Xororó, o irmão Junior Lima e o marido, também músico, Lucas Lima, da Família Lima. "Muitos amigos me procuraram para comprar convites só para ver a Sandy", confessou a mãe de uma das formandas.

Mesmo tentando cumprir à risca todas as etapas da cerimônia recheada de momentos emocionantes e lembranças dos tempos de faculdade, Sandy chegou cerca de quarenta minutos atrasada para a preparação dos formandos marcada para às 18h. Para evitar o assédio e uma eventual situação de tumulto, uma entrada lateral foi aberta exclusivamente para ela. Na área reservada aos formandos, ela recebeu beca e capelo, vestimentas indicadas para a ocasião, antes de misturar-se aos colegas. Sua família, que chegou dez minutos depois, também teve direito a entrar pelo acesso especial. E somente seu irmão, além da equipe oficial do evento, teve permissão para portar uma câmera fotográfica profissional com uma lente poderosa.

Com ela, Junior mostrou habilidade para registrar todos os instantes da irmã, que agora além de cantora de sucesso, tem diploma de nível superior.

A cerimônia
A cerimônia, que estava marcada para as 19 h, teve início com pouco mais de trinta minutos de atraso. Já vestida com sua beca e segurando o chapéu nas mãos, Sandy ficou na fila organizara em ordem alfabética e foi uma das últimas a entrar.

Sorridente, ela seguiu para seu lugar no fundo do palco, do lado direito. Na frente, uma mesa em que estavam sentados, professores, funcionários homenageados, as duas paraninfas, além do diretor do curso de Letras, o professor Carlos de Aquino Pereira, que anunciou a abertura da solenidade festiva de colação de grau da turma de Letras 2005. Logo depois, os formandos foram convidados a se levantar para ouvir a execução do Hino Nacional brasileiro que Sandy cantou inteiro, sem errar nenhum verso. Depois, na homenagem a Deus, foram lidos o capítulo 10 do Evangelho Segundo João e um poema de Fernando Pessoa.

Com a mão direita estendida, Sandy jurou, como bacharel e licenciada em Letras, exercer a profissão dentro dos princípios da ética, integridade, honestidade e lealdade, respeitar a Constituição

Federal e o código de ética profissional, além de buscar o aperfeiçoamento contínuo e contribuir, com seu trabalho, para uma sociedade mais justa e mais humana. "Gosto muito de estudar e sempre vou aprimorar este lado da minha vida que só os estudos podem preencher", afirmou a cantora. Após o juramento, Sandy finalmente pegou seu canudo e o exibiu para a plateia em comemoração de vitória, o que arrancou aplausos calorosos de todos presentes.

Tanto as oradoras quanto a paraninfa da turma, a professora Nair Leme Fobé, fizeram menção à cantora em seus discursos. No primeiro texto, as colegas Isabela Gimenes e Giovana Tartari prestaram homenagens a todos os alunos da turma da manhã e disseram admirá-la por ter concluído o curso. "A Sandy, apesar do assédio dos fãs e agenda complicada, ela não desistiu da faculdade e nos deu a oportunidade de conhecer a pessoa simples e inteligente por trás da artista." A paraninfa Nair Leme Fobé também elogiou a aluna famosa. "Sandy é sempre tão preocupada em fazer tudo certinho e de forma elegante. Logo que chegou, fez seu grupinho. Todas as vezes tinha curiosidade em saber o que falavam. Vou lembrar de seu sorriso e espero guardá-lo para sempre." Às 20h38, Sandy levantou-se para homenagear os mestres. Em um curto discurso, agradeceu a dedicação de seus professores ao longo do curso, embalado ao som de "Ao Mestre Com Carinho". "Aos nossos queridos mestres, agradecemos todos os ensinamentos. Aos nossos mestres, mostramos toda nossa gratidão", disse a cantora.

Família Unida
Depois, mais um momento de grande emoção foi a entrega dos presentes aos pais, quando a cantora deixou o palco e seguiu até a plateia onde também estavam o marido e o irmão. Feliz, Sandy entregou um ramalhete de flores à Noely, que não conteve as lágrimas. "Foi tudo lindo, mas o momento mais emocionante foi quando a Sandy recebeu o diploma. Foi demais", disse a mãe.

O pai, Xororó, também não disfarçou a felicidade e deu um forte abraço na filha. "São tantas as alegrias que esta filha me dá que é difícil não ser repetitivo. Esta foi mais uma e estou muito realizado", derreteu-se orgulhoso. Enquanto ela posava para fotos ao lados dos pais, Lucas preferiu acompanhar a emoção da esposa de longe. Na volta ao palco, ela novamente se misturou aos colegas e sentou-se na plateia para assistir uma apresentação de mímica de um dos formandos, enquanto imagens da turma eram exibidas no telão. A cerimônia foi encerrada às 21h30, com uma chuva de chapéus jogados pelos alunos, ao som da música "Pescador de Ilusões", do grupo O Rappa. Sandy foi a primeira a deixar o anfiteatro Dom Barreto. Acompanhada de Lucas, Junior e um amigo, ela sentou-se na parte de trás do carro conduzido por Xororó ao lado de Noely. "Eu penso de alguma maneira continuar os estudos. Não sei se faria uma segunda faculdade , mas provavelmente vou me aprimorar no que eu já aprendi aqui. Devo fazer uma pós-graduação ou alguma especialização", disse a cantora.

Ela afirmou ainda ter sentido mudanças até em suas composições depois que ingressou na faculdade em 2005. "Tenho mais embasamento teórico para fazer o que sempre gostei de fazer, e agora posso fazer um pouco melhor", completou.

Uma semana antes, na sexta-feira 16, ela esteve presente na colação de grau do marido, Lucas, que se formou em regência e composição na Faculdade de Música da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp), mas não compareceu ao animado baile de formatura de sua turma que aconteceu no sábado 24, no Campinas Hall, tradicional casa de festas da cidade. A cantora considerou que o evento havia ganhado proporções muito maiores que uma festa para familiares e amigos de formandos. "Nesses quatro anos de convivência acadêmica fiz novas e grandes amizades. Então, tenho certeza de que não irão faltar oportunidades de nos reencontrarmos e celebrarmos sempre", justificou.

Estudos
Em oito semestres, Sandy estudou de manhã e cumpriu o total de 3.859 horas-aulas. Recebeu o certificado de conclusão de curso na terça-feira 20, às 19 horas, durante uma pequena cerimônia realizada no Campus 1 da PUC, em Campinas. Como em seu casamento, ela preferiu manter os detalhes em sigilo para evitar o assédio da imprensa. "Chego ao final de mais um ciclo importante. Estou cheia de energia e disposição para começar outros novos!", conclui Sandy que, em 2001, aos 17 anos, foi a 10ª colocada no vestibular do curso de Psicologia pela mesma universidade.


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS