- Anuncie
- Assine

 
 
 
Reportagens // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







Esporte
Musas da Olimpíada
Quem são as atletas que mais se destacaram pela beleza nos jogos olímpicos de Pequim

TEXTO MARIO SIMAS FILHO, DE PEQUIM

Fortes, velozes, precisas e ainda muito bonitas. Algumas das atletas que desembarcaram de todos os cantos do mundo na China em busca de uma medalha dourada já conquistaram um outro título: a de musas dos Jogos Olímpicos 2008. Os corpos torneados das esportistas não passaram despercebidos nas quadras, nas piscinas e nas pistas. Entre as beldades brasileiras, a jogadora de vôlei Ana Paula, a amazona Luiza Almeida e a iatista Fernanda Oliveira foram as que mais chamaram a atenção. Confira quem são as mulheres que tiraram o fôlego dos espectadores da maior Olimpíada de todos os tempos.

AP

ANA PAULA 36 anos, vôlei de praia
Nascida em Lavras (MG), uma das primeiras competições ganhas por Ana Paula, de 1,83m, foi um concurso de beleza em sua cidade natal. Na infância, dedicava-se ao atletismo, mas conquistou projeção nacional e internacional em 1996, quando conquistou a medalha de bronze com a equipe brasileira do vôlei de quadra, em Atlanta. Mãe de um garoto de cuja foto não se desgruda e agora dedicada ao vôlei de praia, Ana Paula chegou à China para ser parceira de Larissa França. Inicialmente, a dupla seria Juliana Felisberta da Silva e Larissa, mas a primeira precisou voltar ao Brasil para se submeter a uma cirurgia no joelho. Ana e Larissa tiveram pouco tempo para treinar e deixaram Pequim depois de serem derrotadas pelas americanas Walsh e May

AFP

FERNANDA OLIVEIRA 27 anos, iatismo
A gaúcha de 1,61 m e 52 quilos participou dos Jogos Olímpicos de Atenas e diz que chegou à China mais preparada. A vela surgiu como uma brincadeira, numa colônia de férias em Porto Alegre. Formada em administração, gosta de surfar e jogar tênis para relaxar. “Tenho poucos momentos de folga. Velejar é minha paixão, mas os treinos são diários e fico muitas horas no mar”, afirma a nova medalhista. Depois do bronze conquistado em Qingdao, ao lado de sua companheira Isabel Swan, seu sorriso ficou ainda mais iluminado

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | 4 | Próxima >>

Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS