- Anuncie
- Assine

 
 
 
Livros // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







ROMANCE
Venenos de Deus, Remédios do Diabo
Escritor moçambicano aprimora sua prosa inventiva inundada de poesia

"TALVEZ SEJA A ESPESSURA desse céu que faz os cacimbeiros sonharem tanto", divaga, a certa altura da trama, o narrador de Venenos de Deus, Remédios do Diabo (Companhia das Letras, 188 págs., R$ 38), mais recente romance do moçambicano Mia Couto. Um dos mais férteis e talentosos escritores contemporâneos da língua portuguesa, Couto continua a aprimorar sua prosa inventiva inundada de poesia. Nada é o que parece ser no universo anuviado da Vila Cacimba, para onde parte o médico português Sidónio Rosa em busca de Deolinda, a formosa mulata pela qual caíra de encantos em Lisboa. Diante do sumiço da moça, e sob o pretexto de curar o povoado de uma epidemia, ele estica sua jornada no vilarejo remoto de Moçambique e passa a conviver com figuras como Dona Munda, a semiviúva que vive o luto antecipado do marido moribundo e mantém a casa sempre obscura para não ser pega de surpresa quando a morte enfim arrebatar o companheiro. Se o ritmo carece da intensidade de Terra Sonâmbula, a obra-prima do escritor, a técnica de narrativa para descrever os anseios e amarguras dos personagens está mais afiada do que nunca, assim como o jogo de prender a atenção do leitor pela dúvida. Ao espalhar pistas falsas por todos os lados, Couto explora com maestria a oralidade africana, num ambiente em que a verdade importa tanto quanto as versões. Jonas Furtado

 
Mia Couto é um fértil autor contemporâneo em língua portuguesa


Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS