- Anuncie
- Assine

 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Paulo Borges
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 

 


Hebe Camargo casa de histórias
Com exclusividade para Gente, a apresentadora do SBT narra o dia-a-dia na mansão em que mora há oito anos e diz que não imaginava viver tantas alegrias a um ano de completar 80

TEXTO ANA CAROLINA SOARES E GISELE VITÓRIA
FOTOS PAULO VITALE


Num dos lances da escadaria, dezenas de imagens da Virgem Maria guardam a porta do quarto dela, em um altar espelhado. Sempre quando viaja, a apresentadora leva uma santa para colocar na mesa de cabeceira. Em todos os seus aniversários, Hebe toma café da manhã com a imagem de Nossa Senhora de Fátima peregrina que percorre Brasil e Portugal, cuidadosamente posta sobre a mesa. O presente anual vem de um amigo igualmente religioso. "É forte o poder que ela tem sobre mim."

A anfitriã contou que já pediu muitas coisas, nunca para si mesma, mas para as pessoas queridas que passam por momentos difíceis. "Já presenciei milagres." A voz embargou, seguiuse uma lágrima no rosto. "Certa vez, pedi por uma amiga que estava passando por aquela doença terrível, câncer. Levei a santa até ela. Hoje, está totalmente recuperada. É muito provável que saibam quem é, mas não vou falar o nome, não quero parecer uma aproveitadora." Assim, cortou o assunto novamente, desta vez respirando fundo, . "Vou trocar de roupa."

TOQUE PESSOAL: "Adorei essa coluna grega e comprei", disse, apoiada nela. Ao lado, a boneca que enfeita a sala sobre a almofada onde se lê: "Existe um mundo melhor, mas é caríssimo". Abaixo, a coleção de copos de cristal, os troféus Imprensa que decoram a biblioteca e os santos que ficam na escada

A vida é uma festa

Hebe se trocou em cinco minutos e voltou toda serelepe com um vestido de lantejoulas, para novas fotos, e um sorriso aberto. "Querem pão de mel?" Abriu uma caixa tão grande que parecia um baú. O cheiro bom do doce, em uma versão importada da Alemanha, exalou tão forte que perfumou a sala por alguns minutos. A anfitriã queria dar o quase-baú inteiro à equipe. O lanchinho foi servido com chá verde gelado, a bebida não-alcóolica preferida de Hebe. "Adoro vodca. Bebo bastante, mas nunca na vida dei vexame ou fiquei de ressaca. Aliás, poucas vezes tomei remédios e nunca fui parar no hospital. Meus amigos ficam pasmos com a minha resistência."

PÁGINAS :: << Anterior | 1 | 2 | 3 | 4 | 5 | Próxima >>


Copyright © 2009 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff Media Solutions | Gestão de Conteúdo | CMS