- Anuncie
- Assine

 
 
 
 
Capa // Home
 
- Edição Atual
- Anteriores
 
- Imagens
- Frases
- Urgente
- Moda
- Estilo
- Fernanda Barbosa
- Agito
- Aconteceu
- Celebridade
- Reportagens
 
- Cinema
- Música
- Livros
- Teatro
- Gastronomia
- Televisão
 

Atualize-se com a
IstoÉ Gente!




- Fale Conosco
- Expediente
- Anuncie
- Assine
- Loja 3
 







WANESSA CAMARGO
"Meu conto de fadas é real"
A cantora trabalha 15 horas por dia para estrear como diretora de seu show, diz que vai comemorar seu primeiro aniversário de casada dentro do quarto e conta por que aboliu o cartão de crédito

TEXTO ANA CAROLINA SOARES E THAÍS BOTELHO FOTO PAULO VITALLE/ AG. ISTOÉ

A porta branca de quase três metros de altura não se abre para qualquer um. Para passar por ela, é necessário seguir pela rodovia Castello Branco rumo à cidade de Santana do Parnaíba (SP), anunciar-se na entrada de um condomínio a dois guardas sisudos protegidos por câmeras e vidros à prova de balas. Por telefone, os funcionários buscam o aval dos donos da casa, a cantora Wanessa Camargo e o empresário Marcus Buaiz.

Através da porta branca, um salão com um pé direito alto se revela aos poucos freqüentadores da casa – amigos como Fausto Silva, o músico Marcelo Falcão e o empresário Roberto Marinho Neto, além dos familiares, como o pai da noiva, o cantor Zezé Di Camargo. Os convidados sentem-se acolhidos pelas cadeiras assinadas por Philippe Starck, um piano negro, uma pick-up de som, um bar com bebidas e chocolates à disposição em um ambiente decorado por obras de arte contemporânea. Tudo requintado, porém sem ostentação. Da sala envidraçada, é possível avistar o jardim com piscina, churrasqueira e um pequeno campo de futebol.

Wanessa posa deitada na grama do jardim de sua casa, onde recebe amigos como Fausto Silva e Roberto Marinho Neto

O toc-toc do sapato Prada nas escadas de mármore branco anuncia a chegada da dona da residência. Naquela casa, com aquele figurino, a reação instintiva seria lhe cumprimentar com uma mesura digna de realeza. Mas eis que Wanessa abre um sorriso debochado e anuncia um drama típico de proletários: “Estou trabalhando 15 horas por dia. Dirigir pela primeira vez é uma loucura. Acho que vou estrear meu show (Total, em São Paulo, na quintafeira 17) sem conseguir cortar o cabelo nem fazer as unhas.”

Princesa moderna
A vida de Wanessa Godói Camargo Buaiz soa como um conto de fadas contemporâneo. Era uma vez uma pobre menina nascida em Goiânia que se tornou princesa aos nove anos de idade, quando seu pai se tornou rei da música sertaneja. Aos 17, quis ser uma popstar. Conquistou fãs, discos de ouro, namorou os mocinhos da televisão, mas também ganhou uma saraivada de críticas sobre seu visual, sua música e o parentesco. Famosa, viu seus amores, desamores e travessuras juvenis renderem manchetes e se desencantou. Até que em 1º de maio de 2005 conheceu seu “príncipe”, Marcus Buaiz, um dos maiores empresários de entretenimento do País. Em 26 de maio de 2007, eles se casaram em uma cerimônia que atraiu de Abílio Diniz a Carla Perez e foram viver no belo lar de três quartos, um estúdio, uma academia de ginástica e um cinema com cerca de 20 lugares. Felizes para sempre? “Meu conto de fadas é real. É preciso muita batalha, perseverança e diálogo para concretizar essa história feliz”, diz Wanessa, aos 25 anos. No jardim de sua casa, em uma conversa ao som dos latidos do casal de golden retriever, Bela e Bob, e sob o aroma e o sabor do pão de queijo fumegante feito por Mari, uma de suas duas funcionárias na residência, a protagonista desta trama revela a realidade do seu ‘Era uma Vez’.

Dirigir um espetáculo pela primeira vez é uma loucura. Acho que vou estrear meu show sem conseguir cortar o cabelo nem fazer as unhas
WANESSA CAMARGO, SOBRE A ESTRÉIA EM SÃO PAULO NA QUINTA-FEIRA 17
PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>

Copyright © 2008 - Editora Três Ltda. - Todos os direitos reservados.
É proibida a reprodução total ou parcial deste website, em qualquer meio de comunicação, sem prévia autorização.
ContentStuff - Media Solutions