Televisão • Home• Revista 24/3/2008
DRAMA
Dirt
Série traz Courteney Cox como editora de uma revista de celebridades

(A.P.)

Envie esta matéria para um amigo

Courteney Cox é a inescrupulosa Lucy

SE HÁ ALGUNS ANOS o clichê dominante na tevê era o da mocinha romântica, hoje em dia é o da mulher poderosa profissionalmente, mas que não consegue cuidar da vida pessoal. É nesse perfil que se encaixa Lucy, a personagem de Courteney Cox em Dirt, série sobre o submundo da fama que estreou no domingo 16, às 22h, no People & Arts.

Para quem se lembra da Monica, de Friends, o novo papel da atriz é muito diferente. Lucy é a inescrupulosa editora de uma revista de celebridades atrás de escândalos. Seu fiel escudeiro é o paparazzo Don (Ian Hart), que sofre de esquizofrenia e tem delírios enquanto trabalha. Quando precisam de uma fonte, chantageiam-na ameaçando revelar o que sabem de ruim sobre ela. Foi o que fizeram com Holt (Josh Stewart), um bom ator que não faz sucesso e sofre com isso. Pressionado, ele se torna informante da revista e terá também um envolvimento com Lucy.

A série mostra não só os bastidores de uma revista sensacionalista e seus métodos hostis na busca por escândalos, mas também os famosos que se envolvem neles, como no caso de Holt, capaz de qualquer coisa para estar sob os holofotes.

Tudo em Dirt é excessivo, dos delírios de Don às cenas de traição, passando pela velocidade dos diálogos. E isso é um mérito da produção, cuja segunda temporada já está sendo exibida nos Estados Unidos. Em um episódio próximo, há participação de Jennifer Aniston, que atuou com Courteney em Friends, como uma homossexual que se envolve com a protagonista. O único problema é quando Lucy ou Holt têm crises de consciência. Elas não são bem desenvolvidas e, por isso, tornam-se piegas.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia