Televisão • Home• Revista 24/3/2008
REALITY SHOW
Perto dos 15 minutos de fama
Big Brother Brasil 8 chega ao final na terça-feira 25

(A.P.)

Envie esta matéria para um amigo
Os finalistas Rafinha, Gyselle, Nathália, Thatiana e Marcos

Logo que estreou, a oitava edição do Big Brother Brasil surpreendeu, mas pelo lado negativo. O primeiro paredão, entre Gyselle e Jaqueline (a primeira eliminada), registrou 37 pontos de média, cinco a menos que o primeiro paredão da edição anterior. Sinal de que a fórmula estava desgastada? Nem tanto. O programa é líder de faturamento da Globo, com receita estimada em R$ 375 milhões.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

No dia 4 de março, mais de 64 milhões de pessoas votaram para escolher entre Marcelo, Gyselle e Juliana, a eliminada. Foi o recorde de todas as edições. A audiência está em torno dos 37 pontos e, embora inferior em relação às edições anteriores, coloca o programa entre os cinco mais vistos do País.

Na temporada atual, foi inventado o Big Fone, que tocou 10 vezes para surpreender os participantes e estimular traições. As festas, que provocam críticas pela quantidade de bebida alcoólica fornecida, são uma atração à parte. A emissora não informa quantidades de alimentos ou bebidas oferecidas aos participantes, mas contabiliza 24 festas, incluindo os shows de abertura e de encerramento, quando será anunciado o ganhador do prêmio de R$ 1 milhão e nova celebridade instantânea. Rafinha, o último a entrar na casa, substituindo outros dois candidatos, e Gyselle são os mais populares.