Tributo • Home• Revista 24/3/2008
Luto da família Diniz
Fundador do grupo pão de açúcar, o patriarca Valentim dos Santos Diniz é enterrado em São Paulo

TEXTO THAÍS BOTELHO

Geyze, esposa de Abílio (ao centro), consola Pedro Paulo Diniz

Valentim dos Santos Diniz

A chuva era incessante na manhã da segunda-feira 17, em São Paulo. Debaixo de guarda-chuvas pretos, o empresário e filho Abílio Diniz e os netos João Paulo e Pedro Paulo Diniz, acompanhavam com pesar o enterro do patriarca da família, Valentim dos Santos Diniz, de 94 anos, no Cemitério São Paulo, em Pinheiros. Ao lado deles, Lucília Diniz seguia o cortejo com o filho Tiago. Considerado um dos maiores empreendedores do País, o fundador do Grupo Pão de Açúcar faleceu no domingo 16, no Hospital Israelita Albert Einstein, – onde estava internado desde 7 de janeiro –, em decorrência da falência múltipla de órgãos. “Seu Santos”, como era conhecido pelos funcionários na sede da empresa na avenida Brigadeiro Luís Antônio, seguiu à frente dos negócios da família até 1995, quando deixou o posto para o filho Abílio. Desde 2003, passou a ocupar o cargo de presidente honorário do Conselho de Administração da empresa, fundada em 1948 como uma doceira. Hoje, o grupo possui 576 lojas, em 14 Estados do Brasil, e apresentou vendas brutas de R$ 17,6 bilhões em 2007.

Nascido na região da Beira Alta, em Portugal, Valentim mudou-se para o Brasil em 1929, aos 16 anos. Anos depois deu início ao grupo que hoje emprega 63,7 mil pessoas nos supermercados Pão de Açúcar, Extra, CompreBem, Sendas e Assai. Valentim deixa a esposa Floripes, com quem era casado havia 72 anos, e os filhos Abílio, Arnaldo, Vera Lúcia, Sônia Maria e Lucília, além de netos e bisneto

Fotos: ANDRÉ PORTO
Lucília Diniz vai ao cemitério com o filho Tiago
João Paulo Diniz acompanha o enterro