Capa • Home• Revista 24/3/2008
SABRINA SATO
No balanço de um novo amor
A musa do pânico conta que não consegue viver só e diz estar apaixonada. O eleito é o publicitário Ernani Nunes, seu namorado há um mês

TEXTO ANA CAROLINA SOARES FOTOS PAULO VITALLE

Envie esta matéria para um amigo
Sabrina, que é ex-professora de balé clássico, posa no Viaduto do Chá, em São Paulo, em frente ao Theatro Municipal na madrugada da terça-feira 11

No chamado baile da vida, Sabrina Sato Rahal só sabe dançar acompanhada. "Eu dependo das pessoas para viver. Não necessariamente namorado, mas amigos e família. Se bem que ter um homem é sensacional...", disse para em seguida se interromper com um ataque de riso. Um sinal de que falou mais do que queria logo no início da entrevista concedida à Gente, na terça-feira 11. Sabrina abaixou a cabeça tímida, sorriu e dedilhou a barra da microssaia rosa que revelava o par de coxas bronzeado, numa cor conquistada em Ilhabela, litoral norte de São Paulo, ao lado do novo namorado. "Voltei a viver um romance... é coisa nova... tem pouco tempo... Ai, gente.... Não queria falar sobre isso não...", murmurou a ex-professora de balé clássico e apresentadora do Pânico (programa da rádio Jovem Pan FM e da RedeTV!). Em seguida, ergueu a cabeça e anunciou: "Estou apaixonada."

Sabrina repetiu incontáveis vezes o bordão "Ai, gente..." ao ser perguntada sobre o nome do eleito. Não revelou mesmo. "Está muito no início", desculpou-se. Mas amigos dela abriram toda a história. O primeiro beijo com o publicitário Ernani Nunes, de 38 anos, diretor da produtora Cine, em São Paulo, aconteceu na praia de Ipanema, no Rio de Janeiro, em 26 de fevereiro. Desde então, namoram e dormem juntos quase todas as noites no apartamento dela, em Perdizes, bairro paulistano. Eles se conhecem há aproximadamente dois anos, apresentados por amigos em comum. Ernani foi casado com a DJ Mary Zander.

No sábado de Carnaval, Sabrina e Ernani se reencontraram num camarote em Salvador, terra natal dele, e surgiu um clima. Aos amigos, ela diz que Ernani é o primeiro homem maduro - não no sentido de idade, mas das atitudes - com quem se relaciona.

A apresentadora só não assumiu o namoro porque teme ser rotulada como "namoradeira", afinal, faz pouco tempo que terminou com o modelo Renato Pereira. Apesar da imagem de símbolo sexual, o currículo amoroso de Sabrina não é tão vasto quanto se pensa. O publicitário é o sétimo homem que ela beijou em seus 27 anos de vida e o primeiro romance desde que rompeu com o modelo em janeiro deste ano. "Sou uma pessoa que não precisa de namorado. Consigo ficar solteira e já passei um ano sem qualquer relacionamento amoroso. Mas preciso que cuidem de mim. Sou muito imatura. Apesar de ter 27 anos, eu me sinto uma adolescente e sei que muitas vezes ajo como uma", confessou Sabrina que, de fato, vive rodeada.

Desde agosto, ela mora com os dois irmãos num tríplex, também freqüentado pelo novo namorado. Sabrina diz que adora intimidade


Basta conhecê-la para entender por que atrai tanta gente. Expõe qualidades, mas sem esconder as fragilidades, pede conselhos e em minutos de papo torna-se a sua irmã caçula. Sabrina encanta mesmo ao revelar desencantos, como quando confessa que é "barbeira" e bate o carro quase todos os dias. "As pessoas insistem que eu deveria andar com motorista. Mas eu não quero. Gosto da liberdade de poder guiar meu carro." A seguir, toda a graça de Sabrina Sato:

PÁGINAS :: 1 | 2 | 3 | Próxima >>