Especial • Home• Revista 10/3/2008
DIA DA MULHER
Solange Vieira
A economista preside a agência nacional de aviação civil, posto ocupado até pouco tempo atrás apenas por militares

ANDRESON SCHNEIDER
Dona de estilo ousado, ela prefere os bastidores
Ivete Sangalo
Dilma Rousseff
Ana Maria Braga
Silvia Lagnado
Eliana Tranchesi
Gisele Bündchen
Ellen Gracie
Chieko Aoki
Viviane Senna
A todo-poderosa da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), a economista Solange Paiva Vieira, 38 anos, é um verdadeiro avião para trabalhar. Avessa a holofotes, ela prefere um livro a sair com amigos. Quando sobra tempo, a dona do posto ocupado até pouco tempo atrás por militares gosta de caminhar com o marido, o advogado Rogério Acquarone, e com Max – o cão golden retriever que levou as alianças na cerimônia do seu casamento no ano passado – pela orla do Rio, Estado onde nasceu e fez mestrado e pós-graduação na Fundação Getúlio Vargas. Por trás do seu 1,67 m de altura e do olhar penetrante, há uma mulher obstinada. Não por acaso foi escolhida pelo ministro da Defesa, Nelson Jobim, para domar o caos aéreo. “Ela é guerreira, determinada e vive para trabalhar”, conta o diretor-executivo do banco Itaú, Sérgio Werlang, orientador da tese de mestrado de Solange na FGV. Funcionária de carreira do BNDES, Solange encantou Jobim pela competência e rapidez com que concluiu a proposta para facilitar o pagamento dos precatórios por parte de Estados e municípios, quando ela o assessorava na presidência do Supremo Tribunal Federal (STF) em 2004. Como chefe da Secretaria de Previdência Complementar em 1999, bateu de frente e enquadrou os fundos de pensão das estatais. A discrição de uma das mulheres mais influentes da República combina com o perfil que Jobim planeja para a nova Anac: o de mais trabalho e menos noticiário.(SÉRGIO PARDELLAS)