Especial • Home• Revista 10/3/2008
DIA DA MULHER
Gisele Bündchen
Aos 27 anos, uma das profissionais mais bem-sucedidas das passarelas dedica-se ŕ prática de ioga e ao trabalho voluntário em hospitais

DIVULGAÇÃO
“Com a ioga, aprendi a encontrar um tempo para parar, respirar e apreciar o momento”
Ivete Sangalo
Dilma Rousseff
Ana Maria Braga
Silvia Lagnado
Eliana Tranchesi
Solange Vieira
Ellen Gracie
Chieko Aoki
Viviane Senna
E la atingiu o posto mais alto do mundo da moda e, com 13 anos de carreira, ainda não esbarrou em uma substituta à altura. Gisele Bündchen é detentora de um título único: übermodel, um patamar acima das demais modelos. Por causa de sua beleza saudável de pele bronzeada e corpo curvilíneo, a gaúcha de Horizontina rompeu barreiras e decretou o fim da ditadura do visual andrógino pregado nos anos 90. Somou os atributos naturais com o profissionalismo extremo e arrebatou contratos milionários ao redor do planeta. Em 2007, reinou entre as 15 modelos mais bem pagas do mundo no ranking da revista americana Forbes, com faturamento de US$ 33 milhões em 12 meses, quase quatro vezes mais do que a segunda colocada, a britânica Kate Moss, que embolsou US$ 9 milhões no mesmo período. Gisele ainda está no topo, é requisitada, mas escolhe criteriosamente cada novo trabalho. Foi-se o tempo em que a übermodel dava suas passadas largas em 150 desfiles em uma única temporada. Agora consegue mais tempo para ser apenas Gisele, a garota de 27 anos que gosta de praticar surfe e voleibol ao ar livre e que descobriu uma nova paixão: a ioga. “Com a ioga, aprendi a encontrar um tempo para parar, respirar e apreciar o momento”, conta ela. A prática milenar indiana faz parte da rotina diária de Gisele. Ela acorda cedo, leva sua cadela yorkshire Vida para passear pelas ruas de Nova York, onde mora, e então dedica-se aos exercícios por uma hora e meia. “A ioga é algo que eu posso carregar comigo onde quer que eu vá. Ela ajuda a balancear minha energia.” O trabalho voluntário é outra válvula de escape quando está longe dos flashes e das passarelas. Gisele costuma fazer visitas anuais ao hospital e centro de pesquisa contra o câncer St. Jude Children’s Hospital, nos Estados Unidos. Em 2007, ela também visitou instituições para meninas adolescentes no Brasil. (LUCIANA FRANCA)