Música • Home• Revista 10/3/2008
Bob Dylan no Brasil
Lendário cantor chega ao País para duas apresentações em São Paulo e uma no Rio

Envie esta matéria para um amigo
Dylan mescla repertório recente a clássicos como “Blowin’ in the Wind”
Bob Dylan desembarca no Brasil na terça-feira 4 trazendo consigo outras 13 pessoas, entre músicos, seguranças e empresário, e uma bagagem de 46 anos de carreira, 42 discos lançados, mais de 100 milhões de cópias vendidas, um Oscar e o título de lenda viva da música. Nos dias 5 e 6, às 22h, ele se apresenta no Via Funchal, em São Paulo, e no dia seguinte segue para o Rio de Janeiro, onde faz show no dia 8, na Arena Rio.

O cantor e compositor esteve outras três vezes no Brasil, nos anos 90. Desta vez, ele apresentará músicas de seu disco mais recente, Modern Times, lançado em 2006 depois de um hiato de cinco anos. Aliás, intervalos são comuns na carreira de Dylan. Um deles, entre 1966 e 1968, foi motivado por um acidente de moto.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

O estilo também mudou várias vezes, passando por folk, rock, músicas de protesto, canções confessionais e até pelo gospel, quando Dylan, filho de imigrantes judeus russos, se converteu ao cristianismo. A fase religiosa terminou no início da década de 80.

Em São Paulo, o público vai pagar de R$ 250 a R$ 900 para ouvir clássicos como “Highway 61 Revisited”, “Ballad of a Thin Man” e “Blowin’ in the Wind”. No Rio, o valor vai de R$ 150 a R$ 360. A diferença é explicada, de acordo com a assessoria de imprensa, pelo tamanho das casas: o Via Funchal tem capacidade para 3,2 mil lugares e a Arena Rio, 6 mil. Do Brasil, Dylan segue para Chile, Argentina e Uruguai. Aina Pinto