Estréia • Home• Revista 19/2/2008
Vem aí a nova Camargo
Camilla, filha do meio de Xezé Di Camargo, fará seu primeiro papel na televisão em novela de íris abravanel, mulher de Silvio Santos

TEXTO ANA CAROLINA SOARES

"Serei coadjuvante e acho ótimo, porque me sinto segura. Afinal, sou iniciante", diz Camilla Camargo

O nome da primeira novela em que irá atuar, Revelação, pode ter um sentido especial para Camilla Camargo, 22 anos. A trama escrita por Yves Dumont e Íris Abravanel, mulher de Silvio Santos e debutante como autora, marca o início da carreira da atriz na televisão. Na novela, que estréia em abril no SBT, ela será Nic, uma moça que volta para uma cidade do interior após uma temporada na Austrália. "É um tipo que chega chegando, meio parecida comigo", diverte-se a filha de Zezé Di Camargo. "Serei coadjuvante e acho ótimo, porque me sinto segura. Afinal, sou iniciante."

Camilla formou-se em teatro no ano passado e já tem no currículo três peças: Fragmentos Rodriguianos, O Musical dos Musicais e Protegendo os Sonhos de Natal. No entanto, a idéia de se tornar atriz surgiu há quatro anos, quando entrou na faculdade de rádio e TV. Precisava superar a timidez para atuar em comunicação. Resolveu que o teatro seria seu remédio, apaixonou-se pelos palcos e, embora tenha se formado em rádio e TV, decidiu que vai seguir a carreira artística. "Antes, eu nem cogitava ser atriz. Não gostava da idéia de ter de lidar com a fama porque adoro a liberdade de ser anônima", revela. Ela sabe o que a espera.

Genética de peso
Irmã de Wanessa, sobrinha de Luciano e Luciele, a novata atriz vê a vida da família na mídia desde os seis anos, quando o pai e o tio estouraram nas paradas. Escolada, a moça nem solta o chavão "não falo sobre minha pessoal". Diz que sim, está namorando há um mês o ator Bruno Udovic, 25 anos. "Seguindo na televisão, perderei minha liberdade de anônima. É o preço da fama, mas o acho pequeno diante da satisfação de seguir uma vocação."

Há também o peso do sobrenome Camargo, "a responsabilidade é grande". Certamente ela será testado nesta estréia, pois, ao longo da trama, sua personagem deverá cantar em uma banda de rock. "Vão querer comparar meu timbre ao da minha irmã ou ao do meu pai. Por enquanto, isso não me estressa", garante ela, que aproveita os recursos que tem à mão. O pai, Zezé, e a irmã, Wanessa, afirmaram que darão o suporte que ela precisar. Já o tio Luciano, noveleiro assumido, colocou-se à disposição para avaliar sua voz e interpretação. A mãe, Zilú, faz as vezes de empresária e a tia Luciele ofereceu o apartamento no Rio, caso Camilla siga para a Globo ou para a Record. "Não tenho metas claras, na linha 'quero ser protagonista de novela em tal emissora ou vou para Hollywood'. Nessa hora, sou mais pela música do Zeca Pagodinho: 'Deixa a vida me levar'."