Moda • Home• Revista 12/2/2008
Nova York
Na semana de moda americana, o design dos anos 80 serviu de base para criações minimalistas que apontam para um inverno elegante,com tecidos metalizados e formas clássicas

Por Bianca Zaramella

Envie esta matéria para um amigo

Fotos: APFormas minimalistas e elegantes marcaram as coleções de outono/inverno 2008/09, apresentadas na Semana de Moda de Nova York. Entre 1º de fevereiro e sexta-feira 8, o desfile de vestidos e casacos de linhas retas e cores sóbrias provou que a moda da próxima estação volta a ser extremamente clássica. Um dos primeiros a apresentar o retorno da tendência foi o brasileiro Carlos Miele. O estilista conteve seus excessos em uma coleção inspirada em mestres da arquitetura, como Oscar Niemeyer e Zaha Hadid. Francisco Costa foi outro que resgatou modelagens tradicionais da Calvin Klein para comemorar seu quinto ano à frente da marca, com elegantes vestidos longos. O xadrez também voltou direto dos anos 80: seja ele na padronagem tradicional, como nos casacos de Carolina Herrera, ou repaginado, em versão pied-poule preto e rosa, como mostrado na passarela de Marc Jacobs. Os tons de roxo surgiram nos desfiles de Bill Blass e Donna Karan, para quebrar a sobriedade dos modelos em preto e cinza. No resgate das estampas, quem acertou foi Diane Von Furstemberg, com suas flores inspiradas em musas do cinema, como Marlene Dietrich e Greta Garbo. Na concorrida semana de moda americana, os brasileios apareceram em peso. Valdemar Iódice estreou no calendário de inverno, que já conta com Miele e Alexandre Herchcovitch.

TRAÇOS O estilista brasileiro Carlos Miele (1) inspirou-se na arquitetura de Niemeyer para criar seus belos vestidos longos em tecidos metalizados. O clássico piedpoule apareceu repaginado em rosa e preto na nova coleção Marc by Marc Jacobs (2)

ELEGÂNCIA Donna Karan (3) apostou nos tons de roxo para quebrar a sobriedade de sua coleção repleta de vestidos-casacos em preto e cinza. Diane Von Furstemberg (4) resgatou as clássicas estampas florais usadas pelas divas do cinema nos anos 40


CARTELA DE CORES Alexandre Herchcovitch (1) fez sucesso ao levar tons fortes de sua coleção apresentada na São Paulo Fashion Week direto para as passarelas de Nova York

ATÉ O CHÃO Bill Blass (2) apostou nas formas clássicas para criar seus vestidos longos em tecido metalizado. Vera Wang (3) trouxe o charme das estampas florais direto dos anos 60 para os vestidos em seda


RED CARPET Michael Kors (4) encerrou seu desfile com modelos bordados em paetês e leves transparências dignos de tapete vermelho. Já Francisco Costa preferiu resgatar o minimalismo da grife Calvin Klein (5) com vestidos clássicos

TOQUE BRITÂNICO A top Raquel Zimmermann foi a estrela da coleção da estilista Carolina Herrera, inspirada no personagem Sherlock Holmes