Música • Home• Revista 12/2/2008
Encontro de GERAÇÕES
Beyoncé brilha na festa do 50º Grammy Awards, que premiou a inglesa Amy Winehouse e levou saudosos veteranos, como Tina Turner, Cher e Tony Bennett, ao palc

Envie esta matéria para um amigo

A cantora Amy Winehouse deixou a clínica de reabilitação onde submete-se a tratamento por abuso de drogas especialmente para fazer uma apresentação, via satélite, na 50ª edição do Grammy Awards, realizada no domingo 10. A inglesa, que concorria em seis categorias, não pôde ir aos Estados Unidos porque teve o visto negado, mas foi a artista mais premiada da noite. Levou cinco troféus: gravação, canção ("Rehab"), artista- revelação, álbum pop e interpretação vocal feminina pop. Perdeu apenas o título de álbum do ano para Herbie Hancock, por River: The Joni Letters. O pianista, de 67 anos, foi o primeiro músico de jazz a receber o troféu na categoria desde 1964, quando Stan Getz e João Gilberto venceram pelo disco que fizeram juntos.

A premiação de Amy Winehouse e a escolha do disco de um jazzista como o melhor do ano traduziram um pouco o clima da festa, que, além de fazer uma homenagem aos Beatles, uniu novatos e veteranos no palco. Um dos duetos mais explosivos da noite foi o de Beyoncé e Tina Turner, há muito afastada dos palcos, em "Proud Mary". Alicia Keys, ganhadora do prêmio de melhor performance feminina e de melhor canção de R&B por "No One", cantou com uma imagem de Frank Sinatra no telão. John Fogerty, Jerry Lee Lewis e Little Richard, lendas do rock, foram chamados aos holofotes e mostraram alguns clássicos. Os apresentadores também eram veteranos: entre eles, Prince, Cher, Tony Bennett e Stevie Wonder.

A maioria dos premiados nas categorias principais, porém, foi de jovens, como Rihanna, que ganhou na categoria melhor canção de rap com colaboração pelo hit "Umbrella", e o rapper Kanye West, que ficou com quatro prêmios. Justin Timberlake, Foo Fighters e The Chemical Brothers foram alguns dos outros premiados. Os brasileiros Gilberto Gil, Bebel Gilberto e Céu, que concorriam na categoria disco de world music, perderam para Angélique Kidjo, do Benin, na África.

Fotos: AP

1. Explosivo dueto de Beyoncé e Tina Turner foi o ponto alto do Grammy 2008
2. Herbie Hancock foi o azarão e levou a prestigiada categoria de melhor álbum do ano
3. Sem visto, a premiada Amy Winehouse se apresentou via satélite, de Londres