Carreira • Home• Revista 22/1/2008
sp fashion week
Raquel Zimmermann a nº 1 do mundo
Depois de dois anos longe das passarelas brasileiras,a modelo gaúcha volta ao país com o título de modelo número 1 do mundo

TEXTO BIANCA ZARAMELLA

Envie esta matéria para um amigo
ROGÉRIO ALBUQUERQUE/ AG. ISTOÉ
Raquel e o namorado, Ruy Sanchez Blanco, seguem para a SPFW

Raquel Zimmermann acordou empolgada na quinta-feira 17. Depois uma boa noite de sono a modelo gaúcha estava animada para pular na piscina do Hotel Fasano, em São Paulo, para seu treino de natação. “Adoro nadar e descobri que melhora o meu condicionamento para surfar”, disse a top durante o café da manhã. No cardápio, frutas, pães e leite. “Modelo tem que ser saudável”, diz ela, enquanto belisca um biscoito. Há dois anos longe das passarelas brasileiras, a modelo gaúcha voltou ao País para desfilar com exclusividade para a grife Animale, na São Paulo Fashion Week. Desta vez, ela trouxe na bagagem o título de modelo número 1 do mundo, eleita pelo site Models, a bíblia do mundo fashion. “Fiquei sabendo quando estava na gravação do comercial da H&M em Paris. Quando apareceu no site, vieram me contar e no final bateram palmas. Foi emocionante”, lembra.

Número 1
Natural de Bom Retiro do Sul, a modelo de 24 anos atingiu no final de 2007 o status de estrela do mundo da moda. Gisele Bündchen não entra na disputa: ultrapassou o patamar de modelo e hoje é uma celebridade. “Ninguém pode ser uma outra Gisele porque ela é única. Além de ser uma pessoa maravilhosa, é uma ótima profissional. Admiro o trabalho dela”, afirma Raquel.

MURILLO CONSTANTINO/ AG.ISTOÉ
A top abre o desfile da grife Animale

Reconhecimento
Capa das principais revistas de moda internacionais, a top já fechou contratos milionários com a Gucci, Fendi, Louis Vuitton e Chanel, uma de suas marcas preferidas. Sua história com a maison francesa, no entanto, vai além das passarelas. Karl Lagerfeld, o poderoso estilista da marca, costuma levar Raquel com ele em seu avião particular para participar de eventos na Europa. Entre seus trabalhos mais recentes está a última campanha de Valentino, fotografada em Los Angeles, em dezembro de 2007. “Deixei de participar do desfile da Victoria’s Secret para fazer essas fotos. Fiquei honrada com o convite por ser a última coleção dele antes de sua aposentadoria.”

Até mesmo a temida editora de moda da Vogue América, Anna Wintour, rendeu-se à elegância da top. Por indicação dela, Raquel está entre as mulheres mais bem-vestidas no site style.com. “Todo este glamour faz parte do trabalho dela, mas Raquel é uma mulher com os pés no chão”, diz o namorado Ruy Sanchez Blanco, fotógrafo chileno.

Casamento e rock’n’roll
Ruy e Raquel se conheceram há sete anos em um trabalho, mas as afinidades vão além da moda. O casal vive num confortável apartamento no bairro do Brooklyn, em Nova York. “Decorei a minha casa com tapetes persas e grandes almofadas para receber os amigos do jeito que a gente gosta”, conta ela. Entre os interesses da dupla estão a paixão pelo mundo das artes e pelo rock. Os dois costumam reunir os amigos em jam sessions com o melhor do rock.

Quem embala a roda é a própria Raquel, que ganhou uma guitarra do namorado e aprendeu a tocar sozinha. “Ela é disciplinada. Compra as letras e fica treinando até aprender. Agora está tocando ‘Patience’, do Guns’ n’Roses”, diz Ruy. Para Raquel a música é a terapia após um dia de trabalho. Sim, porque para ela a carreira de modelo é apenas o seu trabalho.

" Todo este glamour faz parte do trabalho dela,mas Raquel é uma mulher com os pés no chão
RUY SANCHEZ BLANCO, FOTÓGRAFO CHILENO E NAMORADO DE RAQUEL

Paixão pela arte
Tímida, a modelo evita badalações e festas. Quando viaja a trabalho, aproveita o tempo livre para conhecer museus. “Ser modelo é uma profissão como outra qualquer. A diferença é que você tem a oportunidade de conhecer lugares incríveis”, diz ela. Em Roma, antecipou a chegada em um dia para conhecer o Vaticano. “Adoro arte e lá existem museus lindíssimos”, conta a top, momentos antes de deixar o hotel em direção ao prédio da Bienal, no Ibirapuera, para sua participação na SP Fashion Week.

Fotos: ROGÉRIO ALBUQUERQUE/ AG. ISTOÉ
Sentada na varanda do restaurante Nonno Ruggero, no Hotel Fasano, Raquel tomou um café da manhã reforçado antes de encarar o desfile e a maratona de entrevistas no prédio da Bienal

No alvo da mídia
Raquel chegou à Bienal e foi direto para o backstage. Depois das sessões de cabelo e maquiagem, encarou mais de 30 jornalistas ávidos para descobrir quem é a verdadeira Raquel. “Ela é uma profissional impecável. Sempre soube que iria se posicionar bem no mercado”, diz sua agente Laura Vieira, da Ten Models, que a acompanha há oito anos.

Passarela brasileira
Raquel abriu o desfile da Animale por volta das 21h com a mesma elegância e determinação que a fizeram conquistar o posto de número 1 do mundo da moda, mas com um friozinho na barriga por estar em seu país. Os cabelos loiríssimos estavam alongados e a jaqueta de couro acinturada valorizou suas formas impecáveis. “Estar aqui é sempre bom. Tem uma emoção a mais e um gostinho especial”, contou ela no final do desfile.

Degrau por degrau
Para Raquel Zimmermann, todo o reconhecimento é apenas conseqüência de sua disciplina e profissionalismo. “Minha carreira foi construída degrau por degrau e agora estou colhendo os frutos. É bom saber que o meu trabalho é reconhecido por aqui”, disse a top, que retornou a Nova York no domingo 20, mas pretende voltar em breve. “No futuro quero voltar a morar no Brasil e ter meus filhos aqui, perto da minha família. Agora é o momento de trabalhar e construir uma carreira sólida.”