Cinema • Home• Revista 22/1/2008
O Gângster
Filme sustenta-se por sua história extraordinária e seus protagonistas

Envie esta matéria para um amigo
DRAMA

ESTRELAS:

DIVULGAÇÃO
Russell Crowe é um policial incorruptível, e Denzel Washington, o primeiro negro a comandar o tráfico de drogas em Nova York, em O Gângster

É MEIO CAMINHO andado quando você tem seus dois personagens principais interpretados por Denzel Washington e Russell Crowe. Em O Gângster, Denzel empresta sua altivez a Frank Lucas, que fez história na década de 70 ao se tornar o primeiro negro a comandar o tráfico de drogas em Nova York. Russell Crowe dá seu ar de homem comum ao policial Richie Roberts, incorruptível em meio a uma polícia totalmente comprada pela máfia. É um duelo e tanto.

Além desse par de atores invejável, o diretor Ridley Scott tinha em sua posse uma história incrível, mais ainda por ser baseada em fatos reais. Lucas passou a perna nos mafiosos de origem italiana, e portanto brancos, que dominavam o tráfico de drogas trazendo seus carregamentos diretamente do Sudeste Asiático, com a ajuda preciosa de membros das Forças Armadas norte-americanas, afundadas até o pescoço na guerra que levou milhares de vidas. E recusava-se a pagar propina a policiais como o truculento Trupo (Josh Brolin, que neste ano entrou para a galeria dos grandes atores). Chegou a faturar US$ 1 milhão por dia, e muita gente não gostava disso. Apesar de ser capaz de atirar à queima-roupa contra um de seus oponentes, no meio da rua, ele amava sua mulher e sua numerosa família. Roberts, por sua vez, achou US$ 1 milhão num porta-malas e devolveu nota por nota. Por causa disso, também não era popular entre seus pares, quase todos corruptos. Ele achava-se melhor do que os outros por ser honesto, enquanto sua vida pessoal era uma bagunça.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

Os paralelismos entre os personagens vão se acentuando, e é isso o que explica o inacreditável desfecho da trama. Ambos são personagens contra o estado das coisas. Há uma grande preocupação em não endeusá-los nem demonizá-los. Faltam ao filme, no entanto, cenas fortes, à altura da história, que façam seus atores realmente alcançar seus limites. Uma exceção é a seqüência em que Lucas, normalmente sóbrio ao se vestir, percebe que o casaco de pele dado por sua mulher e por isso usado por ele numa luta de boxe vai denunciá-lo. E as cenas finais, em que finalmente Frank Lucas e Richie Roberts, ou seja, Denzel Washington e Russell Crowe, estão finalmente frente a frente. O Gângster sustenta-se pelo drama extraordinário e pelos seus protagonistas. Mariane Morisawa