Música • Home• Revista 22/1/2008
ROCK
In Rainbows
Radiohead lança seu álbum mais musical e melódico

Envie esta matéria para um amigo
In Rainbows, do Radiohead, foi lançado em outubro somente na internet e agora chega às lojas brasileiras

ROCK
OS URUBUS de plantão que prevêem a morte rápida do CD estão sendo obrigados a retardar os prazos de seus prognósticos pessimistas com a chegada às lojas, neste mês de janeiro, de In Rainbows, o sétimo álbum do Radiohead. A despeito de ter sido disponibilizado em outubro na internet, em inovadora ação de marketing pela qual o consumidor decidia o preço que queria pagar pelo CD (valia até baixá-lo de graça), o disco galgou rapidamente o topo das paradas inglesas e americanas em seu formato físico. No Brasil, onde deverá causar menos furor, o álbum está sendo editado pelo selo paulista Flamil, sob licença da gravadora britânica XL Recordings.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

In Rainbows tem sido saudado com razão como um dos melhores discos do grupo. O entusiasmo vem do fato de o Radiohead ter freado a direção experimental que vinha caracterizando álbuns recentes da banda como Kid A (2000) e Amnesiac (2001). Não que as estranhezas climáticas tenham desaparecido do som do quarteto. As batidas bem distorcidas e as guitarras dissonantes de "15 Steps", primeira das dez músicas do álbum, indicam que elas, as estranhezas, ainda estão lá. Mas In Rainbows é o álbum mais melódico e musical do Radiohead em dez anos. Não é uma obra-prima como o revolucionário Ok Computer (1997), mas faixas como a melancólica "Videotape" e a sombria "Nude" mostram que um pouco de melodia faz bem ao Radiohead. Mauro Ferreira
ESTRELAS: