Escândalo • Home• Revista 8/1/2008
Novo surto de Britney
Após negar-se a entregar os filhos ao ex-marido, Britney Spears arma escândalo e é hospitalizada à força para fazer exames toxicológicos e avaliação psicológica

TEXTO THAÍS BOTELHO

Fotos: AFB PRESS
Britney Spears é acalmada por paramédicos e deixa sua casa em Los Angeles numa ambulância

Britney Spears, 26 anos, voltou a estampar as capas dos principais tablóides do mundo. Na quinta-feira 3, por volta das 20h, a mansão da cantora em Los Angeles foi cercada por seis carros de polícia, duas ambulâncias e um caminhão de bombeiros a mando de seu exmarido, o rapper Kevin Federline. A confusão se deu pelo fato de Britney Spears negar- se a entregar seus filhos, Sean Preston, 2 anos, e Jayden James, 1 ano, a um representante do músico. Kevin, que detém a guarda provisória dos filhos, havia combinado com a cantora que mandaria buscar as crianças por volta das 19h. Após o transtorno, chamando a atenção da vizinhança e de curiosos que se aglomeraram na porta do local, Britney negociou por cerca de três horas com os policiais, que tentavam acalmá-la, e finalmente entregou as crianças. Os dois meninos foram levados para a casa de Federline, em Tarzana, cidade da Califórnia. De acordo com o Los Angeles Times, a cantora foi encontrada sob influência de substância desconhecida, tal o nervosismo que apresentou. A princesinha do pop foi, então, levada de maca para uma ambulância que partiu rumo ao Hospital Medical Center, no bairro de Beverly Boulevard. Britney foi submetida a exames antitóxicos, mas nada foi detectado. A cantora permaneceu em observação por dois dias e passou por exames psicológicos. Na manhã da sexta-feira 4, Jamie Spears, pai de Britney, e o ex-marido Federline foram ao hospital para visitá-la. No sábado 5, ela teve alta e foi se consolar nos braços do novo affair, o fotógrafo britânico Adnan Ghalib.

Briga judicial
Cada passo da batalha judicial que Britney trava com Federline é acompanhado pela imprensa, especialmente depois de um juiz ter limitado o acesso da estrela às crianças, em outubro. A alegação era de que ela seria usuária de substâncias controladas e álcool. Segundo a agência de notícias Wenn, os advogados do tradicional escritório americano Trope and Trope, que a defendiam, deixaram o caso na quarta-feira 2. “A falta de comunicação fez com que a representação de Britney se tornasse impossível”, diz um comunicado da empresa. Com audições marcadas para o início deste ano, Federline deverá usar o novo episódio contra Britney nos tribunais para conseguir a guarda definitiva dos filhos. Além, claro, de enumerar os outros surtos recentes da moça, como o ataque a um fotógrafo com guarda-chuva, raspar o cabelo e as inúmeras internações em clínicas de reabilitação.