Evento • Home• Revista 2/1/2008
Cinderela americana
Descendente de imigrantes cubanos,a atriz Eva Mendes se destaca em Hollywood e substitui Salma Hayek em calendário inspirado nos contos de fadas

FABIANO CERCHIARI/ AG.ISTOÉ
PODEROSA Ao lado de um modelo brasileiro, Eva Mendes interpreta uma Branca de Neve supersensual

Filha de pai açougueiro e mãe contadora, ambos nascidos em Cuba, a atriz Eva Mendes bem poderia ser Cinderela. Mas ela garante que sua paixão pelas preciosas horas de sono a aproximam mais de Bela Adormecida. Já quem a vê nas páginas do novo calendário da Campari tem a certeza de que com tamanha beleza, Eva poderia protagonizar qualquer conto de fadas que desejasse. Principalmente se a história ganhar uma versão mais adulta e sensual, como fez a empresa de bebidas.

No lugar da donzela indefesa, que espera ansiosamente para ser salva pelo príncipe encantado, a atriz aparece como a grande heroína, poderosa e dominadora. Feitas nas areias da Toscana (Itália), pelo fotógrafo Marino Parisotto, as imagens mostram, entre outras, uma Chapeuzinho Vermelho segurando o Lobo Mau pela corrente, uma Gata de Botas que prende seus homens na gaiola e uma Pequena Sereia rodeada de marmanjos descamisados. “Definitivamente essa não é uma peça para crianças”, diz ela, que chegou a escrever um livro infantil para seus sobrinhos. “Sou a melhor tia do mundo, mas não penso em ter filhos.”

Namorada do diretor de cinema George Gargurevich há cinco anos, Eva não tem planos para casar. Todos os esforços estão voltados à carreira. Depois de fazer sucesso ao lado de Will Smith em Hitch – Conselheiro Amoroso, e Nicolas Cage, em O Motoqueiro Fantasma, ela chamou a atenção recentemente em Os Donos da Noite – que estreou no Brasil em novembro –, ao protagonizar sua primeira cena de sexo. “Pedi para o meu pai nem ver o filme, mas ele não só foi como disse que meu trabalho estava tão bom, que ele não via ali sua garotinha, mas uma mulher”, conta Eva, emocionada.

Eleita recentemente como uma das dez mulheres mais sexy pela revista americana Maxim, ela não se incomoda em fazer o papel de mulher fatal. “Estou muito confortável com meu corpo e tudo o que fiz até agora foi de muito bom gosto”, afirma Eva, que aparece nua na última campanha contra o uso de peles de animais da ONG PETA. Em 2008, Eva deverá voltar às telas no novo filme de Frank Miller, The Spirit, protagonizado por Scarlett Johansson e Samuel L. Jackson.

Fotos: DIVULGAÇÃO
IDENTIDADE Dorminhoca, a atriz, que bem poderia se passar por Cinderela, diz que, entre os contos de fadas, se identifica mais com a Bela Adormecida