Livros • Home• Revista 2/1/2008
História, economia e culinária do período joanino
Livros integram as comemorações dos 200 anos da chegada da Família Real ao Brasil

Envie esta matéria para um amigo
A ABERTURA DOS PORTOS (Senac, 352 págs., R$ 50) Estudos feitos por historiadores e economistas brasileiros e portugueses sobre o período, organizados por Rubens Ricupero e Luis Valente de Oliveira.

1808 (Planeta, 408 págs., R$ 39,90) Laurentino Gomes pesquisou durante dez anos para narrar desde a saída da Família Real de Portugal até as conseqüentes transformações pelas quais passou o Brasil com a chegada de D. João.

A VINDA DA FAMÍLIA REAL PORTUGUESA PARA O BRASIL (José Olympio, 128 págs., R$ 29) Descrição da viagem da corte, escrita por Thomas O’Neil e lançado em Londres em 1810, até há pouco era inédito no Brasil.

D. JOÃO CARIOCA (Cia. das Letras, 96 págs., R$ 33) Baseados em documentos históricos e imagens da época, o cartunista Spacca e a historiadora Lilia Moritz Schwarcz contam a vida de D. João no Rio.

CARLOTA JOAQUINA – CARTAS INÉDITAS (Casa da Palavra, 480 págs., R$ 55) Estudo de mais de 100 correspondências da princesa com amigos, políticos e familiares feito por Francisca L. Nogueira de Azevedo.

O JARDIM DE D. JOÃO (Casa da Palavra, 176 págs., R$ 58) Rosa Nepomuceno conta a história do Jardim Botânico carioca, criado pelo príncipe regente em 1808, e como foi feita a adaptação das espécies ao clima tropical.

Entre os lançamentos previstos para este ano estão DOM JOÃO VI, biografia escrita por Lúcia Bastos, e VERSALHES TROPICAL, sobre a relação político-cultural entre Portugal e sua colônia, de Kristen Schultiz. Em maio será publicado ARTE DA COZINHA, de Domingos Rodrigues, com receitas da época adaptadas por Flávia Quaresma.

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia