Exposição • Home• Revista 23/7/2007
Técnica e intuição
Instituto Tomie Ohtake expõe 98 desenhos do uruguaio

Envie esta matéria para um amigo

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

A idéia é moderna até hoje: usar o que há de mais técnico em representações de coisas rudimentares. O objetivo também continua ambicioso: representar um homem universal. Por isso, o uruguaio Joaquín Torres- García (1874 –1949), pioneiro do construtivismo na América Latina, é considerado um dos grandes nomes das artes visuais. Em seu Universalismo Construtivo, ele uniu técnica e intuição, regras matemáticas, palavras e formas tiradas da natureza. Parte do acervo do museu que fica no Uruguai e leva o nome do artista está em exposição em São Paulo, no Instituto Tomie Ohtake. São 98 desenhos, acompanhados de textos, e outras obras. Uma delas é “Constructif Dedique a Manolita”, óleo sobre cartão de 1930, feito para a mulher, Manolita Piña. Também está exposta uma edição original do livro feito por ele com os conceitos de sua obra, desenhos e palestras.

Instituto Tomie Ohtake –
av. Faria Lima, 201, tel.
(11) 2245-1900. Até 26/8.