Internet • Home• Revista 12/6/2007
Björk em cinco videoclipes
Com o lançamento do novo CD Volta, o experimentalismo de Björk vem à tona novamente. Gente selecionou os melhores videoclipes da cantora disponíveis no YouTube

Fernando Oliveira

EARTH INTRUDERS

https://www.youtube.com/watch? v=wioa74MsBYA

Primeiro single do CD Volta, a música animada por tambores ganha uma animação espetacular, dirigida por Michel Ocelot, que mostra contornos de índios dançarinos, depois surpreendidos pelas múltiplas fusões que acontecem entre o rosto da cantora e os cenários do clipe.

HUMAN BEHAVIOR

https://www.youtube.com/watch? v=FPyTgmC3nQQ

Dirigido pelo badaladíssimo cineasta Michel Gondry (Brilho Eterno de uma Mente sem Lembranças), o vídeo se passa numa floresta onde bichinhos pra lá de fofos passeiam. Mas não espere muita fofura: os homens estão presos em ninhos, prontos para serem devorados. A cantora, enquanto isso, passeia serelepe pelo mato.

A cantora Björk tem seus clipes dirigidos por cineastas como Spike Jonze, Michel Gondry e Michel Ocelot

Leia também

Cinema
Exposição
Música
Livros
Teatro
Internet
Televisão
Gastronomia

ALL IS FULL OF LOVE

https://www.youtube.com/watch? v=EjAoBKagWQA

Neste videoclipe, a cantora é um robô - com visual que lembra o filme Eu, Robô, com Will Smith - em manutenção. Depois de ter todas as suas partes colocadas, soldadas e montadas, ele encontra o amor. Até as máquinas têm o direito ao amor no universo de Björk.

VIOLENTLY HAPPY

https://www.youtube.com/watch? v=38UrRpYsPjw

Apesar de o cenário - um cubo branco - não ser lá grande novidade (já foi usado até por Jennifer Lopez), Björk o transforma num espaço angustiante. Alternando com atores meio loucos que ora raspam os cabelos, ora querem furar bonequinhas, ela mostra que na loucura há, sim, felicidades singelas.

IT'S OH SO QUIET!

https://www.youtube.com/watch? v=g8Z1MpcyqQU

Pensado em parceria com o diretor Spike Jonze (Quero ser John Malkovich), o vídeo é um dos mais felizes da cantora. Usando um vestidinho laranja e com cara de moleca, Björk cai na dança num clima de musicais, com coreografia e um monte de figurantes.