CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA


Música

Vinny sem amarras e com a língua afiada
O cantor, que foi abandonado pelo pai na infância e morou num cortiço até os 24 anos, lança novo disco e faz críticas ferozes ao culto às celebridades

Luís Edmundo Araújo

Leandro Pimentel
Vinny: "Fuck the Fashion"

Ele apareceu fazendo todo mundo mexer a cadeira, chegou a compor uma música para a Tiazinha em 15 minutos e agora volta para mostrar que não é apenas o “cara da festa”, como passou a ser conhecido depois que o hit “Heloísa Mexe a Cadeira” estourou nas pistas de dança, em 1997.

Aos 34 anos, Vinny acaba de lançar um novo disco, Quando o Tempo Pára, e cria polêmica ao falar do assalto ao ônibus 174, tragédia ocorrida em junho no Rio, e criticar o culto às celebridades.

Em “Fuck the Fashion” (foda-se a moda), Vinny cita de Madonna a Paulo Zulu, passando por Gisele Bündchen, para repreender quem faz tudo para aparecer e entrar na moda. “A música fala desse querer sair na foto de qualquer maneira. Hoje em dia fulana tá na moda porque namora o Luciano Szafir e as pessoas consomem, o que é pior”, diz Vinny.

Nem o craque Ronaldinho escapa da verve afiada do cantor: “Ronaldinho, se eu fosse como tu, tirava a mão do bolso e botava o pé na bola”, escreveu em outra composição.

Fora dos palcos, Vinícius Conrado Bonotto leva uma vida tranqüila. Prefere ficar em casa com a mulher, a cantora Karina, 30, e o filho Luca, de sete meses. “Só costumo sair para assistir a algum show.” O apego à família vem da infância difícil, quando dividia com a mãe e as duas irmãs mais velhas uma vaga num cortiço. O pai os deixou quando Vinny tinha oito anos.

"Nunca mais vi o cidadão, não sei nem quem é. Se eu passar por ele na rua, nem reconheço”, diz ele, que ainda tenta entender a atitude do pai. “Pensei
muito mais nele depois que tive o meu filho. Vejo o amor que sinto pelo Luca e não consigo entender o que pode fazer um pai sair de casa”, diz o compositor.

Vinny começou a trabalhar aos 13 anos, como empacotador de supermercado, mas conseguiu estudar. “A gente era muito pobre mesmo. Tínhamos dificuldade até para comer”, conta. Ele morou no cortiço até os 24 anos. Aos 20, abandonou a faculdade de Direito um ano antes de se formar e foi demitido do cargo de advogado júnior da Bradesco Seguros. Também viajou com amigos e uma namorada no Carnaval e só voltou um mês depois. “Foi lá que decidi largar tudo pra ser músico.”

O início foi difícil. Ganhando R$ 50 por noite nos bares, o cantor teve ajuda da família até conseguir o primeiro contrato com uma gravadora, a BMG, quando liderava a banda de hard rock Hay Kay. O que parecia o início do sonho, porém, transformou-se em pesadelo.

“Nosso trabalho foi deturpado e o disco foi um fracasso total.” Até conseguir entrar para a Indie Records, em 1994, o cantor continuou na batalha enviando fitas demo. “As gravadoras não são muito inteligentes. O parâmetro que elas têm para medir se uma coisa vai dar certo é uma fórmula, e essa fórmula não existe.”

Dos cinco CDs com a Indie, o de maior sucesso foi o terceiro, Na Gandaia, que vendeu cerca de 160 mil cópias a reboque do sucesso de “Heloísa Mexe a Cadeira”. “Nunca vou ser um campeão de vendas. Não faço caras e bocas para vender um milhão de cópias.”

A expectativa do diretor-presidente da Indie Records, Liber Gadelha, é de que o novo disco de Vinny se mantenha no patamar das cem mil cópias vendidas. “O Vinny é camaleônico e, sobretudo, um bom músico. Ele transita bem tanto pelo pop quanto pelo rock’n’roll”, elogia.

Comente esta matéria

 

Leia Também

Eles construíram seus corpos

Multiprofissional
de 114 diplomas

A crise da
mulher de Lalau

De olho no silicone

Sabe a última
do Caetano?

O canto da
pequena sereia

Buza Ferraz
atrás das câmeras

Vinny sem
amarras e com
a língua afiada

Da igreja
para as telas

A mãe de Copacabana

O jeito moleque
de Luana Piovani

A confidente
de FHC

Porteira cinco estrelas

Mecenas
do Pantanal


Horóscopo
ENQUETE
Se o seu marido ou mulher estivesse na situação do ex-juiz Lalau, você teria fugido com ele (a)?
 • Sim
 • Não
 
:: VOTAR ::
 
FÓRUM
É possível obter uma forma física ideal, como algumas celebridades, sem recorrer à cirurgia plástica?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER

| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três