CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Ping-pong

Herbert Vianna

Paula Alzugaray

Nas gravações de O Som do Sim, Herbert Vianna deu liberdade de criação para seus convidados. A experiência trouxe uma mudança em sua forma de trabalho, que a partir de agora será aplicada aos Paralamas.

O CD reúne vários times. Mas por que tão poucos parceiros nas composições?
Não tenho grande facilidade de trabalhar em parceria, mas é algo que está mudando. Atualmente venho compondo com meu grande amigo Paulo Sérgio Valle e esta é uma parceria que ainda vai render muito.

Seus duetos com vozes femininas estão se tornando célebres. Quem foi o grande achado desta vez?
Todas as participações foram muito especiais. Foi uma oportunidade de conhecer melhor pessoas que admiro. No caso específico da Nana, foi a celebração de uma amizade antiga e muito especial.

Que descobertas este disco trouxe?
A principal descoberta foi de como ando atropelando o meu próprio tempo. Os discos mais recentes dos Paralamas foram feitos durante turnês, sem tempo de experimentar. Como sou ansioso e workaholic, acabei mastigando as idéias, o que talvez não tenha permitido uma interação maior entre nós. Com este disco, me esforcei para que cada um deixasse as suas digitais nas canções. Como resultado direto, os Paralamas deverão ficar alguns meses sem fazer show no ano que vem para uma espécie de “mergulho na garagem”, onde trabalharemos mais juntos em composições e arranjos. O problema é que continuamos trabalhando como quando tínhamos vinte e poucos anos, e hoje, com mulheres e filhos, o tempo para interagir precisa ser criado.

Por que O Som do Sim?
O som do sim seria o som da resistência positiva, da não confrontação, de reagir de maneira não violenta, oferecendo tempo para a reflexão a tudo que te agride. Sigo códigos que são uma mistura da minha vivência com espiritualismo, budismo e taoísmo e este nome representa o amor ao próximo e valores humanos muitas vezes ausentes numa sociedade tão brutalizada como a nossa.

 

 Cinema
 Livros
 Música
 Televisão

Fique de olho

No Ibope
 Teatro
 Exposição

Horóscopo

ENQUETE
Você acha que Claudete Troiano passou Cátia Fonseca para trás na Record?
Sim
Não
FÓRUM
O que você acha de artistas que, apesar dos riscos, abusam das próteses de silicone?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |
EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três