CAPA
 ÍNDICE
 Exclusivo Online
 MULTIMÍDIA
 SEÇÕES
 REPORTAGENS
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO
  SECULO
 EXCLUSIVAS
 INTERNACIONAIS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Documentário

O Arquiteto do Século
Oscar Niemeyer por ele mesmo e suas obras

Alessandro Giannini

Divulgação
Niemeyer, no MAC, em Niterói: curvas e concreto

Aos 93 anos, o arquiteto Oscar Niemeyer foi tema de teses, livros e outros estudos em diversos países. Agora, ganha a dimensão de filme no documentário Oscar Niemeyer: O Arquiteto do Século, dirigido em parceria pelo belga Marc-Henri Wajnberg e pelo pernambucano Marcelo Gomes. O filme que será lançado na terça 3, no Itaú Cultural, deverá ser exibido em outras sedes da entidade pelo Brasil.

O próprio Niemeyer dá seu depoimento, contando histórias da infância, enumerando seus ideais e explicando alguns de seus projetos mais famosos, como o prédio do Ministério da Educação e Cultura, no Rio, o conjunto da Pampulha, em Belo Horizonte, e as sedes da editora italiana Mondadori, em Milão, e do Partido Comunista Francês, em Paris. Há também depoimentos de amigos e colaboradores, como o poeta Ferreira Gullar, o cantor e compositor Chico Buarque e o engenheiro José Carlos Süssekind.

Niemeyer conta, por exemplo, que sua opção pelo socialismo teve origem em uma passagem da infância, quando ouviu a avó repreender uma empregada negra por estar usando turbante. “Aquilo me marcou muito e eu passei a achar que devíamos protestar em nome dos excluídos.”

Sobre a arquitetura, fala do conceito de seu trabalho, do uso das curvas no desenho e do concreto nas construções. Com o auxílio de uma prancheta e de um “pincel atômico”, elucida a simbologia de suas obras mais conhecidas. Quando fala sobre a construção de Brasília, um dos pontos altos do documentário, revela o descontentamento que sentiu ao entregar a obra ao governo militar. “No processo de construção, eu tinha esperança de que estávamos fazendo um trabalho pela coletividade”, diz ele. “Mas quando os homens do governo vieram, vi que era um sonho.” Niemeyer em resumo

Terça 3, 20h30 – Itaú Cultural – Av. Paulista, 149

 Cinema
 Livros
 Música
 Televisão

Fique de olho

No Ibope
 Teatro
 Exposição

Horóscopo

ENQUETE
Você acha que Claudete Troiano passou Cátia Fonseca para trás na Record?
Sim
Não
FÓRUM
O que você acha de artistas que, apesar dos riscos, abusam das próteses de silicone?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A
NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA | EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três