CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA


Variedades

O Super Positivo
Internética é a nova musa do programa apresentado por Otaviano Costa

Helcio Toth

A modelo Marina Filizolla incita o voyeurismo: é observada dentro de uma redoma

Ramiro Zwetsch

Depois de um ano no ar, o antigo O+ anuncia mudanças, a começar pelo nome, que é O Super Positivo desde segunda-feira 28. A grande novidade foi a estréia da nova musa, a Internética. Depois do sucesso de Tiazinha e Feiticeira e do fracasso da índia Aigo, que ficou no programa pouco mais de um mês, entre janeiro e fevereiro, O Super Positivo (Bandeirantes, segunda a sexta, 21hs) aposta as fichas na personagem interpretada pela modelo paulista Marina Filizolla, de 19 anos.

Filmada de vários ângulos dentro de uma redoma de vidro montada no pátio da emissora, ela é observada em momentos de “descontração”: praticando malabarismo, navegando na internet ou simulando o sono. O êxtase ocorre quando Marina troca algumas peças de seu figurino.

Sem interagir com o apresentador nem com o auditório, a musa teve uma atuação aquém da expectativa que cerca qualquer estréia. Ela não falou, nem rebolou e, enquanto aparecia na tela, Otaviano ficou sem saber o que dizer, limitando-se a descrever suas ações dentro da “casa”. Investindo no voyeurismo, o O Super Positivo ainda pode aproveitar melhor sua nova musa. Assim como os gêmeos Flávio e Gustavo – no ar há um mês – vêm agradando o público feminino, Internética tem sensualidade de sobra para seduzir os rapazes.

Nenhuma outra mudança no programa foi tão visível. Otaviano Costa continua no comando; o DJ Théo Werneck ainda é o responsável pela trilha sonora; Feiticeira continua estimulando a libido dos adolescentes e as apresentações musicais permanecem animando o auditório. Para reforçar a idéia de mudanças, estão sendo criados novos quadros. Em Ó limpíadas, o único que foi ao ar na segunda, a idéia é desafiar transeuntes anônimos a executar tarefas inusitadas no meio da rua. Na estréia, o desafio era acertar uma bola em cesta de basquete depois de rodopiar em torno de um ponto estipulado no chão. Estonteados, os participantes protagonizaram tombos hilários em um dos pontos altos do programa, que ainda precisa engrenar nessa nova fase. Nem positivo, nem negativo

 

 

 Cinema
Bilheteria
 Livros
 Música
 Televisão

Fique de olho

No Ibope
 Exposição
 Teatro
ENQUETE
O técnico da seleção brasileira, Wanderley Luxemburgo, deve ser demitido?
Sim
Não
FÓRUM
As denúncias da ex-amante podema afetar o desempenho do técnico Luxemburgo
à frente da seleção?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três