CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK
 BUSCA

Rock


NYC Ghosts and Flower
As guitarras barulhentas do grupo Sonic Youth voltam mais calmas

Arthur Veríssimo

Divulgação

Ao escutar os primeiros acordes do CD NYC Ghosts and Flower, do grupo norteamericano Sonic Youth, nossa memória musical arrasta-nos aos experimentos e à genialidade do Velvet Underground, de Lou Reed, Nico e John Cale.

As primeiras notícias do Sonic Youth surgiram entre 1981 e 1982. Kim Gordon, Thurston Moore e Lee Ranaldo faziam uma música barulhenta, resquícios do pós-Punk. O baterista Steve Shelley integrou a formação da banda uns anos depois. Nesse período, o termo “alternativo” foi popularizado nos subterrâneos americanos graças à fúria dos Sônicos e à modernidade do R.E.M e do Pixies.

Ano 2000, os reis do barulho voltam ao cenário musical. A capa do disco – maravilhosa – já vale como introdução. É um trabalho estranhíssimo do guru da Geração Beat, William Burroughs, intitulado “X-Ray Man”. O novo CD do Sonic navega em um oceano de guitarras e ruídos. Para quem conhece Nova York – a cidade tema do disco –, o repertório de oito músicas revela seu lado sombrio e renegado. Para quem desconhece, NYC Ghost and Flowers é uma cartilha de sobrevivência repleta de dicas.

O CD inicia com a sutil e delicada “Free City Rhymes”. “Renegades Princess”, a segunda, é um buraco negro no fundo do coração. A faixa título é uma ode ao tormento e à loucura. Acompanhar a qualidade da poesia e a estrutura melódica da peça musical do Sonic Youth é mergulhar profundamente no mal-estar da civilização. Este CD é uma especiaria única para o acervo discográfico de fãs e experts. Poemas de Nova York

 

 Cinema
Bilheteria
 Livros
 Música
 Televisão

Fique de olho

No Ibope
 Exposição
 Teatro
ENQUETE
O técnico da seleção brasileira, Wanderley Luxemburgo, deve ser demitido?
Sim
Não
FÓRUM
As denúncias da ex-amante podema afetar o desempenho do técnico Luxemburgo
à frente da seleção?

EDIÇÕES
ANTERIORES

ESPECIAIS
MULTIMÍDIA
BATE PAPO
ASSINATURAS
EXPEDIENTE
PUBLICIDADE
FALE
CONOSCO
ASSINE A NEWSLETTER


| ISTOÉ ONLINE | ISTOÉ | DINHEIRO | PLANETA |ÁGUA NA BOCA |EDIÇÕES ANTERIORES | ESPECIAIS |
| ASSINE A NEWSLETTER | ASSINATURAS | EXPEDIENTE | FALE CONOSCO | PUBLICIDADE |
© Copyright 1996/2000 Editora Três