CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA

 

Documentário

Universo
Série inglesa tenta desvendar os segredos do cosmos

Lilian Amarante

Divulgação
O universo na série do GNT: de onde viemos?

“O que somos, de onde viemos e para onde vamos?” A pergunta é tão antiga quanto a falta de resposta. Até hoje, apesar de todos os esforços da ciência, pesquisadores, astrônomos e astronautas ainda não conseguiram explicar de forma definitiva o que acontece sobre as nossas cabeças. Buracos negros, galáxias e planetas continuam tirando o sono dos cientistas e aguçando a imaginação dos pobres mortais. Volta e meia, o assunto rende também um bom documentário. É o caso de Universo, série de quatro capítulos apresentada a partir do dia 27 no canal GNT (19h30).

Cada programa tem uma hora de duração e um foco específico. O primeiro deles trata da criação do universo. Bob Wilson, cientista que ganhou um Prêmio Nobel por ter comprovado em seu observatório a teoria do big bang – explosão que deu origem ao universo há 12 bilhões de anos – é um dos muitos entrevistados do programa.

As estrelas surgem no telescópio do segundo capítulo da série, que fala sobre a influência desses astros na vida da terra. Já os planetas são assunto para o terceiro programa. O que os astrônomos já descobriram sobre nossos vizinhos espaciais, além dos anéis de Saturno e os vulcões de Vênus?

O último episódio explora o assunto preferido dos ufólogos, a vida alienígena, baseado em recentes descobertas. Sabe-se, por exemplo, que existem outros planetas circulando ao redor de estrelas, como acontece no sistema solar, e que em uma das luas de Júpiter há oceanos aquecidos sob a gelada superfície. Produção do canal inglês Channel 4, um dos melhores do mundo, a série Universo desperta o interesse, em primeiro lugar, pelos efeitos de animação gráfica, de última geração.

Os programas utilizam também imagens feitas pelo telescópio espacial Hubble e por espaçonaves da Nasa. A participação de pesquisadores, de diferentes áreas, permite ainda uma visão panorâmica do assunto. Já que vivemos na era dos foguetes, sondas teleguiadas e estações espaciais, é sempre bom checar em que pé estão as coisas lá no céu.

Programa sideral

 Cinema
Festival do Ceará
Bilheteria
Teatro
A Rosa Tatuada
Livros
Caderno de sonhos
Música
Televisão
Fique de olho
No Ibope

 

© Copyright 1996/2000 Editora Três