CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS
 INTERNET
 CLICK 
 BUSCA

 

Novela

Uga Uga
Bonitões e muito humor levantam a audiência da novela das sete

Maria Lins

Divulgação
Cláudio Heinrich, de Uga Uga: com ou sem roupa, ninguém perde o ritmo

A novela das sete caiu no gosto popular. Pelo menos é o que diz o índice de audiência. Há alguns dias, a história de Carlos Lombardi oscila entre 35 e 36 pontos no Ibope. Um bom número, em relação à média de 32 pontos da anterior Vila Madalena, ou um feito, se comparado aos 29 de Andando nas Nuvens, que precedeu a paulistana Vila Madalena.

Há quem credite à exibição de corpos masculinos o alto índice de audiência. Tem fundamento. Não passa um capítulo de Uga Uga sem que algum “bonitão” exiba, pelo menos uma vez, o peito para lá de sarado. Humberto Martins e Marcelo Novaes, por exemplo, não precisam de muito estímulo para tirar a camisa. Um exagero para os telespectadores mais comportados, talvez, mas nada que se compare à performance de Cláudio Heinrich, o índio loiro Tatuapu. Nos primeiros capítulos, ele promoveu uma verdadeira overdose de peito e de bunda também. Houve dia em que Tatuapu mostrou o corpo inteiro mais de 15 vezes.

As fãs só não estão mais felizes porque o índio louro, tão selvagem no início da trama, já foi alcançado pela “civilização” e passou a andar vestido de mauricinho. Agora, até mesmo para tomar banho de cachoeira, Tatuapu substituiu a tanga de franjas, que só cobria a parte da frente, por um bem comportado calção. Mesmo assim, o ibope continua lá em cima, o que nos obriga a acreditar que na cabeça das telespectadoras da novela das sete existe interesse por algo mais que um par de bíceps e pernas. Na verdade, Uga Uga tem outros motivos, e melhores, para ter caído no gosto popular. O autor Carlos Lombardi deu graça nova à velha história do menino branco criado por índios. A novela tem ritmo e um elenco que inclui Lima Duarte, Nair Belo, Luiz Fernando e outras figuras hilárias. Gente que sabe que interpretar vai muito além de um simples uga uga.

Riso garantido

 Cinema
Festival do Ceará
Bilheteria
Teatro
A Rosa Tatuada
Livros
Caderno de sonhos
Música
Televisão
Fique de olho
No Ibope

 

© Copyright 1996/2000 Editora Três