CAPA
 ÍNDICE
 BASTIDORES
 ENTREVISTA
 URGENTE
 QUEM SOU EU?
 IMAGENS DA  SEMANA
 DIVERSÃO & ARTE
 MODA
 AGITO
 LUA DE MEL
 ACONTECEU
 TRIBUTO
 CELEBRIDADE
 TESTEMUNHAS DO  SÉCULO 
 EXCLUSIVAS

 BUSCA

 ASSINE O BOLETIM
 EDIÇÕES ANTERIORES
 ASSINATURAS
 FALE CONOSCO
 EXPEDIENTE
 PUBLICIDADE

 

  DINHEIRO PLANETA ISTOÉ
 
 

 

Regina Duarte

por Cesar Taylor

Arquivo Pessoal
A atriz Regina Duarte, quando tinha 22 anos, cabelos curtos e gravava a novela Véu de Noiva.

Nem mesmo a estrela se lembra ao certo porque fazia pose de pin-up com botas até o joelho e saia quase colegial. Regina Blois Duarte lembra-se apenas que tinha 22 anos e que seus cabelos estranhamente curtos eram resultado de sua última novela, O Terceiro Pecado, na extinta TV Excelsior. “Eu estava de cabelo curto porque a tintura loira que eu usei para fazer a novela estragou os fios”, explica Regina. Na seqüência, a atriz estrearia em Véu de Noiva, que marcou sua entrada na Rede Globo, em 1969. Já fazia quatro anos que estava nas novelas, mas o estrelato só veio em 1971, com Minha Doce Namorada. “Foi quando ganhei o título de ‘namoradinha do Brasil’ ”, lembra. Avessa à agitação política nas universidades no final dos anos 60, ela estudou apenas um semestre de Comunicação Social na USP. Em três décadas de carreira, ela casou três vezes e tornou-se conhecida de Cuba à China, em novelas como Rainha da Sucata e Roque Santeiro, na qual interpretou a ruidosa viúva Porcina. Hoje aos 53 anos, mãe de João Ricardo, 18, Gabriela, 26, e André, 29, Regina Duarte volta ao teatro, depois de sete anos. Ela divide com a filha Gabriela a peça Honra, em cartaz no teatro Jardel Filho, em São Paulo.

 


Copyright 1996/2000 Editora Três