28 de fevereiro de 2000
Home
Outras Edições
Outras Edições
Diversão e Arte
Home
Assine
Assine
Semana
Assine
Assine
Assine
Fale Conosco
Assine
Busca
 

Axé

O negócio é mudar o time
Beto Jamaica sai do É o Tchan e grupo repete jogada de marketing com concurso para achar novo cantor

Luís Edmundo Araújo

Foto: Kiko Cabrali

Depois dos concursos que levaram Scheila Carvalho e Sheila Mello para o É o Tchan, o grupo voltará a ocupar espaço na mídia dando ao público a oportunidade de escolher o substituto de mais um de seus integrantes. Desta vez, quem sai é o cantor Beto Jamaica. O anúncio foi feito no último domingo no programa de Fausto Silva na Rede Globo. As inscrições para o concurso começam em 13 de março. As eliminatórias serão em Salvador e as finais transmitidas ao vivo no Domingão do Faustão, entre maio e julho. "A saída foi vontade do Beto, mas claro que o concurso faz parte do marketing", diz o empresário do grupo, Cal Adam.

Uma jogada de marketing que já deu certo duas vezes. Em 1997, Scheila Carvalho foi escolhida para substituir a dançarina Débora Brasil, no Domingão do Faustão. Um ano depois, foi a vez de Carla Perez sair do grupo. Entre maio e agosto de 1998, o concurso que escolheu Sheila Mello fez Faustão superar a audiência de Gugu Liberato e, de quebra, consolidou a popularidade do conjunto.

Envie esta página para um amigoA disputa pelo posto de Beto se dá num momento em que os grupos de axé music amargam uma queda nas vendas de discos. O É o Tchan, que vendia uma média de 2 milhões de cópias, ainda não ultrapassou a marca de 1,2 milhão com o último disco. O presidente da Universal, a gravadora do grupo, Marcelo Castello Branco, minimiza: "É normal estourar com um disco e não igualar a marca com outro". A Universal assinará contrato com o novo grupo de Jamaica, o Pega no Compasso, criado há três anos por ele próprio. "Vinha pensando nisso há muito tempo e agora chegou a hora de sair", diz.

Boletim Assine Fale Conosco Outras edições Home Boletim Assine Fale conosco Outras edições Home