Mundo  
Confissões aos 60
A atriz volta aos holofotes depois de 14 anos, lança
filme ao lado de Jennifer Lopez e conta tudo em uma autobiografia polêmica
por Diógenes Campanha
EFE
No livro, Jane Fonda fala da bulimia e dos problemas com o pai e os ex-maridos

O último filme de Jane Fonda, 67 anos, foi Stanley & Iris, de 1990. Desde então, a estrela, consagrada como símbolo sexual em Barbarella (1968), ficou afastada das telas, virando notícia apenas quando se separou do magnata Ted Turner, em 2001.

Prensa Três
Símbolo Sexual Em Barbarella, a atriz foi dirigida por Roger Vadim, seu segundo marido. O cineasta a obrigou a fazer orgias com outras mulheres, com o pretexto de que a experiência serviria para que Jane interpretasse uma prostituta no filme Klute, de 1971

Pois a atriz está de volta com tudo: neste mês, ela lançou nos Estados Unidos o filme Até Que a Sogra nos Separe, no qual tenta estragar o casamento do filho com a personagem de Jennifer Lopez, e a autobiografia Minha Vida até Agora. Com mais de 600 páginas, o livro é tão bombástico quanto extenso. O pai, Henry Fonda, é mostrado como uma pessoa fria e distante, que a considerava gorda e a desencorajava a seguir carreira no cinema. Jane só se convenceu de que poderia ser atriz aos 17 anos, incentivada por Greta Garbo, em um episódio curioso: a deusa das telas, que passava férias na casa dos Fonda na Riviera Francesa, chamou a adolescente para nadar e jogou-se nua na água. “Aposto que você tem talento”, disse Garbo, para espanto de Jane, que revela ainda ter tido bulimia, além de contar detalhes picantes de seus três casamentos.

O primeiro marido, Roger Vadim, que a dirigiu em Barbarella, a obrigava a levar outras mulheres para sua cama. O segundo, o ativista Tom Hayden, era alcoólatra e revelou, no dia do 51º aniversário da atriz, que gostava de outra mulher, enquanto Ted Turner começou a traí-la já no primeiro mês do casamento.

Sem censura
“Estar com Roger Vadim significava sempre ter outra mulher na minha cama”

“Para mim, a doença (bulimia) continuou, de uma forma ou de outra, da universidade até os meus 40 anos, passando por dois casamentos e o nascimento de dois filhos”

“Eu pensava que não era boa o suficiente, tanto que me dispunha a servir de capacho para agradar aos homens de minha vida”

BrainpixBritney Spears, enfim, confirma gravidez
Depois de muita especulação e de fotos que a mostravam nitidamente
fora de forma, Britney Spears confirmou, na terça-feira 12, que está grávida. A cantora, casada desde setembro com o dançarino Kevin Federline, postou uma mensagem em seu site oficial, na qual anunciava
a novidade e agradecia os pensamentos positivos e as orações dos fãs, diante dos rumores de que ela havia sido internada no fim de semana anterior. “Kevin e eu queremos que todos saibam que tudo está bem”, escreveu a popstar.

Giro
» As patricinhas mais famosas do mundo, Paris Hilton e Nicole Richie, não se falam mais.
A briga afetará o reality show The Simple Life, da Fox, estrelado pela dupla. Paris vai ganhar uma
nova companheira, enquanto Nicole será a estrela de um novo programa do canal, que mostrará os preparativos do casamento da filha de Lionel Richie com o DJ Adam Goldstein.

» O guitarrista Carlos Santana está com problemas para reunir um time de astros para participar
d e seu próximo disco. Sting e Sheryl Crowl recusaram o convite e não explicaram o motivo, o
que chateou o músico. A cantora colombiana Shakira também disse não, mas pelo menos alegou problemas de agenda.

» Embora tenham declarado que não tinham pressa de se casar, Jude Law e Sienna Miller podem ter se unido em segredo. Segundo a emissora britânica ITV, eles teriam realizado uma cerimônia fechada e já estariam de mudança para uma mansão avaliada em US$ 5,6 milhões.

» O ator Joaquin Phoenix, famoso por filmes como Gladiador, Sinais e A Vila, se internou em uma clínica para a reabilitação de alcoólatras. Ele declarou estar insatisfeito com o rumo de sua vida e quer evitar o mesmo fim do irmão mais velho, River, que morreu de overdose em 1993, quando era um dos galãs mais promissores de sua geração.

US$ 275 milhões
É quanto deve ser, no final do ano, o gasto total de Michael Jackson com os advogados que o defendem no julgamento no qual o popstar é acusado de dez crimes, entre eles abusar sexualmente de um menor
US$ 378,6 mil
Foi o valor que a Playboy inglesa ofereceu para que a modelo Elizabeth Jagger, de 21 anos, saísse nua em suas páginas. A proposta deixou enfurecido o pai de Liz, o roqueiro Mick Jagger