Diversão & arte - Música  
Divulgação

Pitty: canções de Beatles e
B-52’s assassinadas em
DVD exclusivamente para fãs

Divulgação
• • •

Leia também

Cinema
Exposição
Internet
Livros
Teatro
Televisão

Enviar para um amigo

• • •
DVD
Admirável Vídeo Novo
A roqueira Pitty tem seu sucesso
meteórico registrado José Flávio Júnior

Mauro Ferreira

Mesmo que seja bizarro, Pitty conseguiu um lugar ao sol no rock nacional. A baiana de 27 anos apoderou-se das rádios e – principalmente – da MTV com seu rock pesado, próximo do new metal. Os hits “Máscara”, “Admirável Chip Novo”, “Teto de Vidro” e “Equalize” fizeram com que seu álbum de estréia atingisse 100 mil cópias vendidas. Isso após quase dois anos de investimento da gravadora semi-independente Deckdisc. Admirável Vídeo Novo, o DVD, registra o sucesso meteórico da artista que, até outro dia, era conhecida só no submundo roqueiro de Salvador, onde liderava o grupo punk Inkoma.

Não se trata de show. Além de trazer clipes com opção de legenda (o equívoco gramatical “Aonde estão meus olhos de robô?” cresce nos caracteres), o DVD apresenta dois documentários como “filé”. A garotada que é fã pode acompanhar Pitty e banda em turnê no filme Tem Alguém Lá Fora e conferir as jams em estúdio em Do Mesmo Lado. Na Bahia, a cantora interage com bandas locais, como Brincando de Deus e a inclassificável Nancyta & Os Grazzers (liderada por sua melhor amiga).

O underground continua em foco quando ela entra num estúdio para tirar covers de bandas queridas. Canibal, da pernambucana Devotos, é um dos que dividem o microfone com Pitty. E, assim, vão sendo assassinadas canções de B-52’s, Beatles, Queens of the Stone Age, Velvet Underground etc. O rock errou